Caiu na rede… É sardinha! [Sardinha Escabeche]

Você sabia que 1 filé de sardinha é uma grande fonte de Vitamina B12, de Selênio, Vitamina D, Ômega-3 ácidos graxos, Proteínas, Cálcio e Fósforo, e que, por estar perto da parte inferior da cadeia alimentar, a sardinha contem níveis mais baixos de toxinas, como o mercúrio, do que muitos outros tipos de peixes? E que para saciar a fome de alguém é preciso pelo menos uns 3 filés de sardinha? Fez o cálculo? Viu vantagem? Então por que será que a sardinha é este peixinho renegado a uma latinha sem vergonha?

Quando eu era criança pequena lá em Osasco a sardinha vivia presente nas refeições, no lanche, até nos piqueniques de fim de tarde que fazíamos na praia do Boqueirão, em Praia Grande, a sardinha da minha mãe aparecia. Eu adorava quando era a “mistura” do arroz com feijão no almoço antes da escola.

Acho que depois eu fiquei besta, ou achava aquela latinha muito chinfrim para o meu gosto e nem pensaria em preparar eu mesma uma sardinha. O tempo passa e a gente muda. Hoje não só preparo 1 sardinha, como limpo quilos dela!!! Mas não se assuste. Para preparar esta receita você pode, e deve, comprar os filés limpos. Toda peixaria já vende assim!

Na feira onde costumo comprar peixes – que é uma das mais caras de São Paulo – o quilo da sardinha limpa, prontinha para ser preparada, custa R$ 15,00!!!! Isso equivale a uma média de 24 filés o que alimenta 6 pessoas!! Cá entre nós: uma latinha de filé de sardinha, cheia de sódio e glutamato monossódico, com 85gr, custa R$ 7,00…

Esta receita é prática e muito versátil. Serve como acompanhamento, como entrada, como lanche ou mesmo um petisquinho com cerveja. Também “aceita” várias adaptações. Sugiro começar seguindo a receita. E depois, o mar é o limite!

Sardinha Escabeche da D. Edna – com pequenas adaptações (Serve aprox. 24 filés)

Entrada, prato principal, petisco...

Entrada, prato principal, petisco…

Ingredientes:

1 quilo de filés de sardinha limpos (aprox 24 filés)

sal e pimenta do reino a gosto

1 limão siciliano fatiado finamente e cada fatia cortada ao meio

2 cebolas fatiadas finamente (eu usei a mandolina)

1 colher de sopa de orégano seco

1 xícara de azeite de oliva

1 xícara de vinagre (eu usei de arroz, mas pode ser de vinha branco ou maçã)

1/4 xícara de salsinha picada

Modo de Preparo:

Temperar cada filé com sal e pimenta do reino. Colocar metade da fatia do limão dentro de cada filé e fechá-lo como um sanduíche. Repita esta operação com todos os filés.

sardinha1

Jogue fora todas as pílulas de vitaminas!!

Na panela de pressão cubra o fundo com uma quantidade generosa da cebola fatiada. Coloque as sardinhas em uma camada, sem sobrepô-las. Polvilhe um pouco de orégano e coloque mais cebola. Continue com mais sardinha, orégano e cebola até acabar os ingredientes. Regue com o azeite e o vinagre, tampe a panela e leve para cozinhar por 30 minutos contados a partir do momento que pegar pressão e a panela começar a “chiar”.

Após este tempo desligue o fogo e deixe a panela esfriar por completo antes de abrir.

Está pronto! Retire os filés de sardinha com cuidado para não quebrar cubra com a cebola que estará desmanchando e adocicada e com a salsinha picada. Caso vá guardar, sugiro utilizar um recipiente com tampa, de preferência de vidro. Regue com bastante azeite para que os filés fiquem submersos. Consuma em até 1 semana.

Saudável e delicioso. Sim! É possível!

Saudável e delicioso. Sim! É possível!

DICAS:

  1. Para variar na preparação, acrescente tomate ao invés de limão siciliano, alecrim, ao invés do orégano. Pimenta calabresa também fica uma delícia!
  2. Faça uma pasta de sardinha com iogurte e cream cheese e recheie um sanduíche natural.

Continuar lendo

Eu não inventei a roda, mas a ideia foi boa! [Quiches no Cogumelo]

Há dias em que a criatividade passa longe da minha cozinha. Isso acontece com a escrita, também. Bloqueio criativo. Para isso leio livros, folheio revistas e fuço em blogs que eu acho que podem me inspirar. Desta vez, nada…

Resolvi, então fazer um passeio que adoro: ir a feira. Apesar de não precisar comprar nada precisava mesmo ver, pegar, olhar, cheirar. Adoro a diversidade nas barracas, coisa que não se vê nos supermercados. Lá é um colorido sem fim, uma alegoria digna dos carros Abre-Alas de Carnaval. Aqui, tudo é verde: o mamão é verde, a alface é verde, a maçã é verde, a pera é verde…

Pelas andanças na feira encontrei cogumelos Portobello gigantes; algo que eu não via há muito tempo. E inspirada pelo post dos G-BOMBS não hesitei em comprar logo meia dúzia!!! Por ter um sabor mais acentuado a terroso este cogumelo substitui muito bem a carne. Muitas receitas vegetarianas sugerem grelhar e substituir o bife nosso de cada dia. Ou até acrescentar queijo e virar um delicioso X-Burger. É mesmo uma boa opção!

Os cogumelos da esquerda são ideais para rechear pois tem as bordas altas. E os da direita viram um delicioso "hambúrguer".

Os cogumelos da esquerda são ideais para rechear pois tem as bordas altas. E os da direita viram um delicioso “hambúrguer”.

Mas eu queria mais. Até porque precisava de uma receita para postar aqui! 😉 Pensei em recheá-los, algo bem comum para cogumelos, pois funcionam muito bem como uma tigelinha para o recheio e… Bingo!

“Quiche” de Brócolis e Queijo Gouda (6 mini quiches)

Quem não tem cão, caça com "cogumelo"!

Quem não tem cão, caça com “cogumelo”!

Ingredientes:

6 cogumelos Portobello (tente comprar os que tenham uma cavidade maior e a borda mais grossa para segurar o recheio)

3 colheres de sopa de azeite de oliva

2 dentes de alho, picadinhos

1 cebola pequena, picadinha

1 cabeça de brócolis ninja, bem picadinha, talos inclusive

2 ovos grandes, de preferência orgânicos

300 ml de creme de leite fresco (pode-se usar o de caixinha)

1 xícara de queijo Gouda ralado

sal, pimenta do reino e noz moscada moída na hora, a gosto

Modo de Preparo:

Pre aqueça o forno a 180 graus. Limpe bem os cogumelos com uma escovinha ou papel toalha. Corte o cabo o mais rente possível com cuidado para não danificá-los. Se os cogumelos forem muito curvados faça também um pequeno corte no parte superior para deixa-los estáveis na assadeira. Pincele com azeite de oliva, coloque em uma assadeira com a cavidade virada para cima e leve ao forno por 15 minutos.

Em uma frigideira, acrescente o restante do azeite de oliva, junte o alho e a cebola e refogue até murchar, uns 3 minutos. Adicione o brócolis e salteie por 2 minutos. Ele terminará de cozinhar no forno.

Fonte de vitamina C, os talos darão textura ao recheio.

Fonte de vitamina C, os talos darão textura ao recheio.

Misture os ovos com o creme de leite e o queijo e tempere a gosto, lembrando-se que o queijo já é salgado.

A esta altura os cogumelos já devem estar pré assados. Retire-os do forno e recheie com 4 colheres de sopa do refogado de brócolis e complete com o creme de ovos. Cuidado para não vazar. Repita com os todos os cogumelos.

Retorne ao forno e asse por 20 minutos ou até que o recheio esteja firme e gratinado.

Tenha uma Feliz Meatless Monday!

Tenha uma Feliz Meatless Monday!

DICAS:

  1. Se não quiser usar somente creme de leite na preparação substitua 50% por leite desnatado. Mas cuidado redobrado ao rechear os cogumelos pois o recheio estará mais líquido;
  2. As quiches são preparações muito versáteis. Aqui cabe qualquer recheio. Use a criatividade!!
  3. Neste link da PMSP é possível encontrar a feira livre mais próxima http://www9.prefeitura.sp.gov.br/secretarias/sdte/pesquisa/feiras/