Queijo, sempre! [Torta Caprese]

Quem não tem sempre um pedacinho de queijo zanzando pela geladeira?

Tenho duas ratazanas em casa, Remy (aka Ratatouille) e Emile e queijo de todos os tipos é o que não falta por aqui. Mas, às vezes, aquele tequinho sobra e começa a querer estragar. Como por aqui tudo se aproveita… Eu tenho aquele saquinho Zip Lock no freezer pronto para receber estes coitadinhos que serão muito bem aproveitados no futuro?

Congelo qualquer tipo de queijo, mas cuidado com os mais frescos que contêm maior quantidade de líquido, pois ao descongelar verterão água. Então, ao descongelar, deixo sobre uma peneira para que escorra o excesso.

Neste recheio utilizei mussarela, mussarela de búfala, queijo fresco e parmesão. Mas você pode criar a sua versão desta deliciosa torta caprese que será o jantar desta noite! 🙂

Torta Caprese (Rende 12 fatias)

Para o lanche ou o jantar esta torta é uma opção certeira

Para o lanche ou o jantar esta torta é uma opção certeira

Ingredientes:

*A massa é esta aqui

500g de queijos variados picados (se for usar a mussarela de búfala tradicional, deixe escorrer o excesso de líquido para não empapar a massa)

1 colher de sopa de manjericão seco

1 colher de chá de sal

pimenta do reino moída na hora, o quanto baste

200g de tomatinhos cereja ou uva, cortados na metade (eu usei vermelhos e amarelos)

30g de queijo parmesão ralado

3 colheres de sopa de farinha de rosca

A simplicidade do recheio

A simplicidade do recheio

Modo de Preparo:

Pré aqueça o forno a 180 graus.

Temperar os queijos com o sal, o manjericão e a pimenta. Preparar a massa conforme a receita e colocá-la toda em uma assadeira untada com manteiga e 2 colheres de sopa de farinha de rosca. Por cima da massa colocar o queijo e o tomates afundando cuidadosamente. Polvilhe com o queijo parmesão e o restante da farinha de rosca.

Muito queijo e muito tomate!!!!

Muito queijo e muito tomate!!!!

Assar por 40 minutos ou até que sua torta esteja dourada e crocante.

TortaCaprese4

Cremosa por dentro e crocante por fora. O que poderia ser melhor?

DICAS:

  1. Não use manjericão fresco para esta preparação. Além de ficar preto, deixará o recheio amargo;
  2. Tomates italianos também podem ser usados. Mas retire o miolo com as sementes pois contêm muita água;
  3. Eu usei um pacote de queijo parmesão ralado de 50g e dividi metade na massa e metade para polvilhar.

Uma Torta bem Certinha! [Torta de Frango Assado com Massa de Aveia]

Muitas amigas e conhecidas estão grávidas. Umas 6, se não perdi a conta. E me lembro bem a alegria desses noves meses de espera e da loucura insana que se torna fazer xixi depois que o bebê nasce. É uma benção. Foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Mas confesso que a vida ficou de pernas para o ar. Sem contar, na época, eu tinha um café que funcionava 24 horas… Onde é mesmo o botão de “desliga”? 😉

Mas não é só quem tem um filho que vê a vida virada do avesso. Realizar um sonho, ir atrás de um ideal pode fazer isso também. Depois que lancei os produtos da linha #FlavorBowl não tenho tempo para quase nada (os posts estão ficando repetitivos! hihihi). E por isso opto por refeições mais rápidas mas nem tão pouco deliciosas. Mas também não posso só ficar comendo os meus potinhos; preciso vendê-los! 😀

Esta torta é muito rápida e versátil. A massa me inspirei na receita da Torta de Chester, que está no #ColetivoGastronomico do mês passado do blog Ana Claudia na Cozinha. Só acrescentei aveia, pois ganhei um montão de produtos da Quaker no #EventoGourmet, dentre eles farinha de aveia que foi muito providencial!

E como eu não tinha chester, mas um belo frango assado que sobrou do almoço de domingo, foi este mesmo o recheio que preparei. E ficou muito bom. A massa, lembra muito uma massa de pão, mas não leva fermento. Fica elástica e macia, muito fácil de trabalhar. Pode testar que é delícia na certa. Vai para o caderninho!

Torta de Frango Assado com Massa de Aveia (Serve 8 fatias)

Torta de Frango Assado. Quem poderia imaginar? ;)

Torta de Frango Assado. Quem poderia imaginar? 😉

Ingredientes:

Para a Massa:

3 colheres de sopa de azeite de oliva

1 colher de chá de sal

1 xícara de leite

1 gema de ovo

2 xícaras de farinha de trigo

1/2 xícara de farinha de aveia

A aveia confere sabor e textura únicos à massa!

A aveia confere sabor e textura únicos à massa!

Para o Recheio:

1 kilo de frango desfiado grosseiramente (eu usei um frango assado que sobrou do almoço. O sabor ficou delicioso!)

2 xícaras de ervilhas congeladas

1 xícara de queijo mussarela de búfala picado

1 colher de sopa de amido de milho

sal e pimenta do reino a gosto

cheiro verde picado a gosto.

O recheio foi um frango assado do almoço de domingo. Nada mais delicioso. E o charme da colher de pau com os badulaques da @mel_baunilha

O recheio foi um frango assado do almoço de domingo. Nada mais delicioso. E o charme da colher de pau com os badulaques da @mel_baunilha

Modo de Preparo:

Massa:

Misture os ingredientes líquidos em uma tigela e misture bem. Acrescente as farinhas e mexa até formar uma massa. Com as mãos comece a amassar até obter uma massa lisa e bem homogênea. A massa desgruda facilmente das mãos e fica muito fácil de trabalhar. Reserve.

Lisinha e elástica, como deve ser.

Lisinha e elástica, como deve ser.

Recheio:

Como usei frango já assado, apenas misturei todos os ingredientes em uma panela e polvilhei o amido de milho e aqueci levemente apenas para dissolver e se misturar ao recheio. Não se preocupe em cozinhar, pois este processo será feito no forno.

Aqueça o forno a 180 graus.

Separe 2/3 da massa e abra com o rolo sobre uma superfície enfarinhada. Forre uma forma de fundo removível deixando pelo menos um dedo de excesso para fora da forma. Eu gosto da massa bem fininha. Mas como essa massa tem textura de pão você pode deixá-la mais grossa, se preferir. Coloque o recheio na torta e abra a “tampa” para fechar a massa. Coloque a tampa sobre o recheio e pressione as laterais para, assim, a tampa grudar no fundo e “selar” a torta. Faça um pequeno furo central para sair o vapor.

Detalhes que fazem toda a diferença.

Detalhes que fazem toda a diferença.

Pincele com uma gema de ovo e leve ao forno para assar por 40 minutos e até que esteja bem dourada. Sirva imediatamente. Fumegante!

Massa crocante e dourada. Recheio farto e delicioso...

Massa crocante e dourada. Recheio farto e delicioso…

DICAS:

  1. Se quiser pode substituir a farinha de aveia por farinha de trigo integral e ainda acrescentar sementes de chia, linhaça, centeio… Ou usar somente farinha branca.
  2. O recheio é outra tela em branco para você pintar como quiser! Utilize o que tiver na geladeira. Lembrando-se sempre de não deixá-lo muito úmido.
  3. Os detalhes na tampa da massa foram feitos com um rolo de abrir massa entalhado a mão que comprei no mercado de Accra, na minha viagem a Ghana. São trabalhos lindos de artesãos que não imaginam o valor que seus trabalhos têm. Fiquei encantada!

Acumuladores de Comida [Mexidão]

Se tivesse um programa de televisão sobre acumuladores de comida aqui no Brasil eu, com certeza, participaria. Ganharia disparado, não tenho dúvida!!! calma, não se assustem. Não sou compulsiva, mas detesto desperdício, principalmente de comida.

Guardo de tudo. O trivial arroz, feijão, restinhos de carne assada, molho de tomate, marmitinhas já prontas para o momento “solteiro” do marido durante as férias… E ingredientes e sobras não tão óbvias: uma mistureba de sorvetes que farão uma deliciosa vitamina na manhã de domingo, cascas e talos de legumes e ervas para um bom caldo, vinho para brasear – vi um episódio da Nigella, há muito tempo atrás, onde ela congelava o vinho. No dia seguinte, no falecido Orkut, todo mundo caiu matando a coitada. Eu faço e digo mais: já congelei vinho para tomar dias depois e quando descongelado estava muito bom!!!

Mas voltando a minha obcessão de “acumular comida”, é certo que eu preciso controlar melhor o meu estoque e fazer sempre um inventário (nem parece que fui auditora um dia…) porque já fiquei sem potes no armário e sem espaço no freezer! Sou a rainha dos potinhos cheios de sobras no freezer esperando uma oportunidade.

Por aqui este dia foi hoje. Na verdade, a oportunidade apareceu devido a uma combinação de fatores. Passei a manhã lendo e me atualizando nos milhares de sites e podcasts que sigo e perdi a hora do almoço. Como já havia iniciado a limpeza do freezer ontem tinha uma idéia do que viria a seguir.

Encontrei deliciosos potinhos recheados com cubinhos de peixinho que sobrou de uma carne assada, um delicioso pernil desfiado que um dia serviu para rechear um sanduiche (ah… sanduiche!), arroz, cubinhos de caldo de frango e de vinho branco… O almoço estava pronto em questão de segundos. Só o ovo pochê, que corou a receita, não estava congelado! 😉

P.S. Esta é uma “receita” difícil de escrever, já que não tem receita própria. Vou deixar aqui as proporções e ingredientes que usei para te guiar. Mas vá com fé e vasculhe o freezer. Ou guarde o restinho do molho a bolonhesa da próxima macarronada!

Mexidão (Serve 4)

Um ovo pochê fresquinho para coroar a receita!

E um ovo pochê para coroar a receita!

Ingredientes:

1 colher de sopa de manteiga ou azeite 1/4 de xícara de bacon em cubinhos 1 xícara de alho poró 1/2 cebola picada 4 tomates italianos picados 3 cubinho de caldo de legumes congelado 2 cubinhos de vinho branco congelado 1 xícara de sobras de penil desfiado 2 xícaras de sobras de carne assada em cubos 2 xícaras de arroz branco cozido folhas de coentro e salsinha a gosto 4 ovos pochê

Acumuladora!!!!

Acumuladora!!!!

Modo de Preparo:

Em uma panela, preferencialmente de fundo grosso, aqueça a manteiga e acrescente o bacon. Deixe fritar. O meu bacon quase não tinha gordura (foto), por isso não precisei escorrer o excesso. Mas se você achar que tem gordura em excesso, escorra.

Acrescente o alho poró e a cebola e refogue, em fogo baixo, até amolecer e começar a dourar. Junte os tomates, o caldo e o vinho e aumente o fogo. Nesta etapa não queremos fazer um molho, mas deixar o cozido mais úmido. e os tomates em pedaços inteiros. Refogue por 2 minutos, mexendo sempre.

Junte as carnes a panela para aquecer. Por último coloque o arroz e mexa com cuidado apenas para aquecer e não ficar empapado. Experimente o tempero. Se precisar acrescente mais sal e pimenta do reino.

Polvilhe com coentro e salsinha e coroe com um ovo pochê. Se preferir pode ser um ovo frito. Mas deixo aqui um vídeo bacana de como fazer ovo pochê no micro-ondas, caso você não tenha muita prática! 😉

DICAS:

  1. Para facilitar a vida congele as sobras em porções em que vá usar e da maneira como pretende usá-las. Por exemplo: eu já guardei a carne cortada em cubinhos pois imaginava fazer uma arroz carreteiro. Os líquidos, em forminhas de gelo. SEMPRE escreva o que tem dentro do potinho e a data de congelamento e use dentro de 1 mês.
  2. Frutas que estão estragando na fruteira também viram ótimas sobremesas de última hora. Congele-as em pedaços e depois bata no liquidificador com um pouco iogurte e decore com castanhas.