Menos É mais [Spaghetti alho e óleo com camarões ao limão siciliano]

Sempre ouvimos que menos é mais. Na moda, na decoração, no estilo de vida e na culinária. Eu sempre digo. E acrescento a esta máxima que os ingredientes frescos darão o toque mais, neste menos.

Gosto também de dizer que ninguém consegue melhorar um ingredientes ruim – bem… verdade seja dita que a recíproca não é verdadeira: muita gente pode estragar um ingrediente bom! 😉

Esta receita de hoje é a prova de quem com menos e bons ingredientes é possível fazer uma refeição digna de restaurantes que cobram mais de R$ 100,00 por um prato por bem menos e em 10 minutos. Não acredita? Continue lendo!

A primeira vez que fiz este prato foi ainda em Londres, num delicioso final de tarde de verão, daqueles quentes e cheio de sol, ainda as 7 da noite. Tinha conseguido uns camarões maravilhosos do peixeiro do bairro e queria fazê-los da forma mais simples possível, para preservar todo o ser frescor e sabor. Quase nada: azeite, alho e um pouco de limão siciliano. Eu ainda incrementei com uma pimentinha dedo de moça, pois não resisto ao seu ardor e sabor. E como era hora do jantar, servi sobre um pouco de linguini. Pronto. Assim nasceu um dos pratos mais requisitados por aqui!

Spaghetti Aglio e Olio com Camarões ao Limão Siciliano (Serve 4)

Menos é definitivamente muito mais!

Menos é definitivamente muito mais!

Ingredientes:

300gr de spaghetti de boa qualidade

1/2 xícara de azeite de oliva extra virgem

500gr de camarões (eu usei o camarão 21/25 e comprei 8 camarões jumbo para “enfeitar”)

4 dentes de alho fatiados

2 pimentas dedo de moça fatiadas

2 limões siciliano, suco e raspas

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

Folhas de manjericão

Peça para o seu peixeiro limpas os camarões mas guarde as cascas para um bisque ou um caldo para risoto.

Peça para o seu peixeiro limpar os camarões mas guarde as cascas para um bisque ou um caldo para risoto.

Sempre retire o tripa que fica na parte de cima dos camarões. Quase imperceptível, mas esta membrana deixa um gostinho amargo no preparo.

Sempre retire o tripa que fica na parte de cima dos camarões. Quase imperceptível, mas esta membrana deixa um gostinho amargo no preparo.

Muuuuita pimenta!

Muuuuita pimenta!

Modo de Preparo:

Coloque uma panela com água e sal para ferver. Eu uso a proporção de 1litro de água para cada 100gr de pasta e 10g para de sal. Assim que ferver, coloque o spaghetti para cozinhar. O tempo do meu é de 8 minutos. O tempo certo de preparo do molho!

Em uma wok, ou frigideira grande, aqueça metade do azeite. Acrescente os dentes de alho e a pimenta e doure, sem deixar queimar. Adicione os camarões e cozinhe em fogo alto por 5 minutos, virando na matade do tempo.

Se usar camarões de tamanhos diferentes, cozinhe primeiro os maiores e depois adicione os menores para que cozinhem por igual.

Se usar camarões de tamanhos diferentes, cozinhe primeiro os maiores e depois adicione os menores para que cozinhem por igual.

Assim que a pasta estiver cozida al dente, escorra, jogue na wok e mexa, juntamente com os camarões para incorporar o sabor. Acrescente o suco do limão e as raspas e tempere com sal e pimenta a gosto. Por último rasgue algumas folhas de manjericão sobre a massa

Tudo junto e misturado para incorporar os sabores.

Tudo junto, misturado e muito fresco para incorporar os sabores.

Antes de servir regue com o restante do azeite. Sirva imediatamente. Eu servi sobre umas folhas de rúcula que estavam murchando na minha geladeira. Foi um toque a mais. Mas este mais não prejudicou em nada! 😉

DICAS:

  1. Qualquer pasta longa vale neste prato. Mas não recomendo pastas curtas e grossas, como penne ou zitti. Estas são ideais com molhos encorpados.
  2. Caso não coma camarão, anéis de lula também ficam deliciosos nesta preparação.
  3. E não se esqueça de guardar as cascas do camarão para fazer um delicioso caldo (a dica de como prepará-lo está aqui)
Menos é definitivamente muito mais!

Menos é definitivamente muito mais!

Acompanhamos este delicioso almoço de final de verão, oops, inverno por aqui, com um maravilhoso Antinori. Perfeito!

Acompanhamos este delicioso almoço de final de verão, oops, inverno por aqui, com um maravilhoso Antinori. Perfeito!

Conversa Ecológica de Elevador

_ Bom dia, vizinha.

_ Bom dia.

_ Que chuva, ontem, hein?

_ É… Ainda bem. Estamos precisando.

_ Nem me fale… Tá difícil até cozinhar. Aproveitando, deixa eu pegar uma dica com você. Como você está cozinhando macarrão? Sabe, lá em casa somos seis. Não dá pra encher um caldeirão de 6 litros e depois despejar tudo pelo ralo…

_ É… Eu, eu, não tenho feito massa. Tchau. Chegou meu andar. Boa tarde.

Fiquei totalmente desconcertada com a conversa da vizinha porque eu nem havia pensado nisso. Economizo na água da descarga mas não economizo na água do cozimento do macarrão. Faz algum sentido? Fiquei intrigada e pensando como estamos tão acostumados com algumas convenções e não nos damos conta do todo ao nosso redor. Separo o lixo, reaproveito alimentos, ando a pé pela cidade, mas despejo litros de água após cozinhar o macarrão… Oops!

Quando morei no México aprendi muito sobre a cultura e a história do país. Fiz um curso bárbaro de História do México através de sua culinária. Além da preservação dos ingredientes autóctones o povo mexicano tem um trato muito especial com a comida. Quem já assistiu “Como Água para Chocolate” sabe bem do que estou falando. E quem não assistiu fica a dica de um filme  lindo!

Aprendi a usar melhor o coentro, a ter cuidado com as pimentas, a comer mais produtos de temporada e que estivessem em abundância, ainda que fossem escamoles – ovas de formiga! E aprendi também – e me sinto envergonhada de ter esquecido por um tempo – que existe uma sopa seca. E aí está a boa dica para a vizinha e para você que quer economizar água sem deixar de comer sua pasta! Nada italiana, mas um tanto quanto mexicana!

Sopa Seca de Fideos (Serve 4)

Sopa Seca? Sopa Mexicana!

Sopa Seca? Sopa Mexicana!

Ingredientes:

4 tomates italianos sem pele, cortado grosseiramente

1 cebola pequena, picada grosseiramente,

1 dente de alho

3 colheres de sopa de azeite de oliva

400gr de capellini n.1 (ou aletria, cabelo de anjo, spaguettini)

sal e pimenta do reino, o quanto baste

200ml de caldo de legumes

1 colher de chá de pasta de pimenta chipotle, ou Tabasco Chipotle (opcional)

1 colher de sopa de folhas de coentro

1/2 avocado Hass em fatias

50gr de queijo fresco

Modo de Preparo:

No liquidificador coloque os tomates, a cebola, o dente de alho e processe até obter um molho liso, aproximadamente 1 minuto. Reserve.

Em uma panela aqueça duas colheres de sopa de azeite e coloque o espaguete quebrado em partes menores e frite-os rapidamente, mexendo sempre, até obter uma coloração dourada, mas sem deixar queimar. Retire-os da panela e reserve.

Fritando Fideos

Fritando Fideos

Na mesma panela (vamos economizar na hora de lavar o louça, também!) aqueça o azeite restante e coloque o molho de tomate. Tempere com sal e pimenta, junte o caldo e a pimenta chipotle, se estiver usando. Deixe ferver. Acrescente os fideos reservados e cozinhe por 5 minutos, mexendo sempre, até que todo o líquido seja absorvido.

Avocado hass, não abacate!

Avocado hass, não abacate!

Sirva imediatamente com o queijo, as fatias de avocado e folhas de coentro.

DICAS:

  1. Pode-se usar um espaguete mais grosso, mas será preciso 500ml de caldo e mais 5 minutos para absorver todo o molho e ficar al dente;
  2. Fica uma delícia com uma colherada de creme azedo sobre a massa, mas eu não tinha …
Para não dizer que isso é invencionice! Foto: knorr.com.mx

Para não dizer que isso é invencionice!
Foto: knorr.com.mx

Continuar lendo