O último prato do ano #ColetivoGastronomico [Salmão em envelope de Massa Folhada]

Já faz um tempo que não escrevia por aqui… A vida é um eterno aprendizado de adaptações. E por isso que é tão deliciosa de ser vivida! Uma montanha russa, um sobe e desce. Embarca neste carrinho quem quer sentir no rosto o vento delicioso da emoção e o frio na barriga da ansiedade.

Estes meses que se passaram voando estive ausente por um bom motivo. O motivo que hoje me move profissionalmente: Cook it! A empresa cresceu e como um filho que começa a dar seus primeiros passos a orientação dos pais é fundamental. E é ali que eu estive. Deixei um pouco de lado a minha paixão pelas letras e escritas, pois este filho aqui já ganhou um pouco de independência e hoje trilha seus caminhos!

mailmarknatal3

E como imaginava que talvez este seria a última oportunidade de desejar Felizes Festas para vocês, meus queridos leitores, embarquei no projeto do #ColetivoGastronômico deste mês e resolvi fazer uma receita deliciosa e muito propícia para a Ceia de Natal!

Muito obrigada por me acompanhar por este ano inteiro. E não se preocupe; 2017 está cheio de novidades e delícias. Nos vemos em breve!

Salmão em envelope de Massa Folhada (Serve 4)

salmao7

Ingredientes:

1 filé de salmão, de preferência do Alasca (eu usei Alaska Seafood), de aproximadamente 1 kg

1 colher de sopa de manteiga

2 maços de alho poró, cortados finamente

2 raminhos de tomilho

sal e pimenta do reino o quanto baste

1 lâmina de massa folhada descongelada (eu uso massa pronta Arosa)

1 gema de ovo para pincelar

Modo de Preparo:

Aqueça o forno a 190 graus.

Em uma panela ou frigideira aqueça a manteiga e refogue o alho poró, em fogo baixo, até ficar macio, quase translúcido, cerca de 6/7 minutos, mexendo ocasionalmente. Tempere com sal, pimenta e o tomilho e reserve.

salmao1

Abra o filé de salmão ao meio cortando pela lateral mas sem separá-lo em duas partes. Apenas para rechear.

salmao2

Em uma assadeira forrada com papel alumínio coloque a massa folhada, previamente descongelada conforme as instruções da embalagem. Coloque o filé de salmão no centro da massa e recheie com o alho poró reservado.

salmao3

salmao4

Dobre a massa como um envelope deixando as dobras para baixo. Pincele com gema de ovo e em seguida faça cortes leves sobre a massa para marcá-la.

salmao5

Leve ao forno e asse por aproximadamente 35 minutos ou até que a massa esteja bem folhada e dourada. Sirva imediatamente, cortando em fatias com auxílio de uma faca de serra para não desmanchar a massa.

salmao6

Um brinde a Paz, ao Amor e a Felicidade!

salmao8

DICAS:

  1. O recheio pode ser feito com espinafre refogado ou aspargos colocados enfileirados;
  2. Envelopes individuais também dão um charme extra a este prato!

Para mais receitas deliciosas visite os blogs participantes do #Coletivo Gastronômico

img-20161216-wa0022

Cozinha da Gertrudes

O que temos hoje, Elisa?

Azeitonas Temperadas

Na Cozinha da Carina 

Amigo Secreto do #ColetivoGastronômico [Risoto Festivo de Espumante, Aspargos e Castanhas Portuguesas]

Este será o último post do ano do nosso delicioso #ColetivoGastronômico. Já se passaram 6 meses desde a nossa primeira postagem coletiva. Nossa! Quanta coisa boa nos aconteceu desde então.

Claro que as festas de final de ano não poderiam ficar de fora do post deste mês. Mas queríamos fugir da tradicional postagem “Receitas Natalinas” até porque a blogosfera está saturada com estes posts e é o que vemos nos sites de gastronomia nesta temporada. Queríamos inovar. Foi aí que a Carol, do Cozinha Autoral, teve a melhor idéia de todos os tempos: Faríamos um amigo secreto e o presente seria uma receita que homenageasse o blog do amigo sorteado! Que lindo. O melhor presente que alguém poderia receber. Feito personalizado para você. Vindo do coração de alguém que compartilha a sua mesma paixão! ❤

E ainda com a surpresa de que ninguém saberá quem tirou quem até todos os posts serem publicados! [Enquanto escrevo estou até com palpitações tentando controlar a ansiedade! 🙂 ]

E na hora do sorteio os astros estavam alinhados a meu favor. Fui sorteada com a pessoa que se tornou uma grande amiga, uma grande apoiadora dos meus trabalhos. Que me mostrou um carinho grandioso todas as vezes que nos encontramos. E, a cada dia, uma amizade que antes era apenas virtual, vai se fortalecendo muito.

Eu tive várias idéias de receitas, mas escolhi uma especial que foi a primeira homenagem que recebi vindo de seu blog. Seu marido não gostava de risotos, mas ao comer o risoto que preparo nos meus potinhos disse que se apaixonou (pelo risoto, não por mim 😉 ).

E por isso pensei na melhor receita de risoto que eu pudesse preparar para esta celebração, pois daqui a algum tempo, o Douglas não precisará mais consumir os risotos do Cook it*. O Dafne estará expert e fará os risotos com o mesmo amor e carinho como eu preparo os meus!

Queridos Amigos Dafne e Douglas, esta é a minha homenagem para vocês!

Risoto Festivo de Espumante, Aspargos e Castanhas Portuguesas (Serve 4)

Uma homenagem a quem me homenageou muito durante todo o ano!

Uma homenagem a quem me homenageou muito durante todo o ano!

A delicadeza deste prato se reflete na composição da mesa

A delicadeza deste prato se reflete na composição da mesa

Ingredientes:

50gr de aspargos (escolha os mais finos que são mais tenros e menos fibrosos)

50gr de castanhas portuguesas cozidas e descascadas  (ver DICAS)

2 colheres de manteiga sem sal

1 dente de alho picado finamente

1/2 cebola picada finamente

220gr de arroz arbóreo ou carnarolli

1 raminho de alecrim

100ml de vinho espumante

750ml de água ou caldo de frango (ver DICAS)

1 colher de chá de sal

1 pitada de pimenta do reino

Aproveite a temporada para utilizar os produtos da estação.

Aproveite a temporada para utilizar os produtos da estação.

As castanhas se abrem facilmente ao serem cozidas e devem ser descascadas ainda quentes.

As castanhas se abrem facilmente ao serem cozidas e devem ser descascadas ainda quentes.

Modo de Preparo:

Corte o talo dos aspargos em fatias de aproximadamente 1 cm de espessura reservando as pontas para a decoração do prato, aproximadamente 5 cm. Coloque uma panela com abundante água para ferver e acrescente 1 colher de chá de sal. Assim que ferver mergulhe rapidamente as pontas dos aspargos para branquear. Retire e mergulhe em um banho de água com gelo para cortar o cozimento. Lembre-se: aspargos devem ser consumidos crocantes e não moles.

Pique as castanhas portuguesas reservando 4 inteiras para a decoração do prato.

Em uma panela com capacidade para 2 litros aqueça 1 colher de manteiga e acrescente a cebola e o alho picado. Refogue por 1 minuto e junte o arroz, os talos dos aspargos picados e o ramo de alecrim. Refogue, mexendo sempre, até que o arroz esteja todo coberto pela manteiga. Junte o espumante e deixe cozinhar por 1 minutos até que o álcool evapore.  Acrescente o caldo e deixe levantar fervura. Assim que ferver, tempere com sal e pimenta, abaixe o fogo e cozinhe por 18 minutos mexendo ocasionalmente.

Pique as castanhas reservando 4 unidades inteiras para a decoração do prato. Faltando 1 minuto para a finalização do cozimento acrescente as castanhas. Desligue o fogo e junte 1 colher de manteiga restante e incorpore bem mexendo com cuidado.

Sirva em seguida decorando o prato com as pontas de aspargos e a castanha portuguesa.

Abra um delicioso espumante bem gelado e brinde à vida, às amizades! Felizes Festas!

Um brinde ao Meu Amigo Secreto!

Um brinde ao Meu Amigo Secreto!

Celebrando a Amizade!

Celebrando a Amizade!

*Cook it é a nova marca no lugar de Flavor Bowl

DICAS:

  1. Utilizei 2 produtos que estão na safra. Assim, além de muito mais saborosos, são mais fáceis de encontrar. Mas caso você não goste de aspargos ou castanhas portuguesas substitua por damascos e castanhas do Brasil;
  2. Para cozinhar as castanhas faça um pequeno corte na pare mais fina e cozinhe em panela de pressão com abundante água por 30 minutos. Desligue a pressão e deixe “parar de chiar” . Abra a panela e mantenha as castanhas na água. Deixe amornar, mas não muito para descascar. A pele sai facilmente se ainda estiverem quentes;
  3. Aqui tem uma dica e receita deliciosa de caldo de frango ou legumes. Se não fizer teu próprio caldo caseiro, prefira usar água e não caldos em cubos que contém muito sódio e sabores artificiais. Este risoto merece um carinho especial!

E abaixo você encontra os outros amigos secretos do #ColetivoGastronômico. Vejam que brincadeira bacana e cada presente delicioso que rendeu!

Descubra quem tirou quem!

Descubra quem tirou quem!

Cozinha Autoral – Amigo Secreto

Na Cozinha da Gertrudes – Amigo Secreto

Panela e Paixão – Amigo Secreto

Mosaico de Receitas – Amigo Secreto

Se Eu fiz Você faz – Amigo Secreto

Brie com Goiabada – Amigo Secreto

Burburinho na Cozinha – Amigo Secreto

Na Boroskinha – Amigo Secreto

Minha Marmita Tem – Amigo Secreto

Better Call San – Amigo Secreto

A vida passa voando… Torta de Cerejas é um consolo!

A vida passa muito rápido… Este é um pensamento que tenho tido frequentemente. E ela tem um fim!

Não se preocupe. Este não será um daqueles posts depressivos nem de auto ajuda. Apenas uma constatação. Nesta época do ano sempre faço uma boa limpeza nos armários e neste ano me deparei com fotos antigas, fotos dos últimos anos da minha vida. Em tão pouco tempo, se pensar no todo, já vivi em vários lugares, fiz novos amigos, outros deixei de ter contato, tive um filho, o bebezinho cresceu, voltei para “casa”, abri negócio, fechei negócio, mudei de rumo, mudei de humor e em um lapso de 1/5 da minha vida! A vida passa muito rápido…

Vejo as pessoas fazendo planos para o próximo ano, tendo desejos quase inalcançáveis, mas que, com “fé e perseverança” tudo é possível. Ano atrás ano. O futuro é agora. Oops. Era! Agora já é o presente. A vida acontece sem que nos damos conta e a vida passa muito rápido…

Tudo isso para dizer que eu também faço promessas, não as cumpro, volto atrás, tento de novo, mas não desisto. Este é o grande motor da vida. Ter um objetivo e tentar alcança-lo. Não desistir nunca. Só quando acabar.

A primeira vez que comi esta torta foi num restaurante onde trabalhei, lá em Londres. Neste último 1/5 da minha vida. Fiquei apaixonada. Consegui a receita, mas não o segredo! Tentei reproduzir. Não de certo. A massa tinha um quê de chewy que não consegui reproduzir. Várias foram as tentativas, até as “trapaças”, como esta receita aqui. Uma adaptação “barata”, mas que funcionou!

Mas não desisti. Com perseverança e fé sabia que conseguiria. E consegui! Ou pelo menos penso assim. Talvez seja o tempo que tenha passado, meu paladar que tenha modificado ou até mesmo a maturidade que tenha me feito entender que a vida passa muito rápido e ela tem um fim. E se eu quiser saborear novamente aquela deliciosa torta de cerejas tem que ser agora. Este foi o sabor da minha torta de cerejas!

Torta Franjipane de Cerejas

A perfeição!

A perfeição!

Ingredientes:

A receita da massa está aqui. Eu fiz a metade da receita para esta torta de cerejas.

Recheio

1/4 de xícara de açúcar refinado

3 colheres de sopa de manteiga sem sal

1 ovo grande

1/2 colher de chá de extrato de baunilha

1/2 xícara de farinha de amêndoa

1 colher de sopa de farinha de trigo

450gr de cerejas sem caroço marinadas por 30 minutos em 1 colher de sopa de açúcar e 1 colher de sopa de Grand Manier ou Contreau

Cerejas + Grand Manier = perfeito!

Cerejas + Grand Manier = perfeito!

Modo de Preparo:

Após preparar a massa conforme a receita da torta de maçã, deixe descansar e faça o recheio.

Aqueça o forno a 180 graus.

Na batedeira, bata o açúcar e a manteiga para obter um creme amarelo pálido. Misture o ovo e o extrato de baunilha até ficar homogêneo. Adicione a farinha de amêndoas e farinha e bata até formar uma pasta lisa. Espalhe o creme na massa da torta que deve ter descansado na geladeira.

Coe as cerejas para retirar o excesso da marinada que se formou. Coloque-as uniformemente sobre o frangipane. Asse por cerca de 25-35 minutos, ou até que o recheio infle e fique dourado. Retire do forno e coloque sobre uma gradinha para esfriar.

Se quiser polvilhe com açúcar de confeiteiro para decorar antes de servir.

A fatia perfeita...

A fatia perfeita…

DICAS:

  1. Escolha as cerejas mais maduras e de coloração quase negra. Estarão mais azedinhas e o sabor ficará delicioso com a mistura do frangipane.
  2. Se não quiser polvilhar açúcar para servir, cubra com geleia de damascos aquecida para fazer um brilho assim que sair do forno antes de esfriar.
  3. Esta torta também fica deliciosa com ameixas, figos e peras.

Natal sem neve, receita mais leve! [Terrine de Legumes Grelhados]

Se você quer uma ceia de Natal descomplicada mas pessoal, ou seja, não fará a sua encomenda na rotisseria mais próxima, vou dar algumas dicas deliciosas e fáceis.

Eu sempre preparei a ceia de Natal em casa e, acredite quem quiser, as quatro da tarde já estava de pernas para cima, ouvindo Jingle Bells, dando uns goles no meu espumante e muito despreocupada! Claro, é preciso ter um pouco de planejamento, mas tudo pode ser iniciado a partir do dia 20 de dezembro e no dia 24 tudo estará pronto antes da meia-noite! Brincadeira! Como eu, você poderá curtir sua tarde em família esperando o bom velhinho chegar! Mas tenha em mente que, se você não fará uma ceia para mais de 50 pessoas não vale a pena encher a mesa de um monte de tudo um pouco!! Nada de ficar misturando peru, tender, frango assado e bacalhau porque cada um gosta de uma coisa. Além de ficar uma confusão de sabores com certeza você terá uma sobra enorme de comidas. Se isto acontecer, faça várias marmitas e saia distribuindo no dia seguinte para quem não tem a sua sorte. Só assim eu perdoo este buffet de hotel de quita! 😀

Outro fator muito importante na hora de decidir o menu é lembrar que estamos no mês de dezembro e aqui é o hemisfério sul = verão! Não neva no Brasil. Isso é só na tv. Eu te garanto: pode ficar esperando na janela que não cairá um floco de neve! Assim, você deverá escolher pratos que se adaptem bem ao calor. Maionese? Me desculpe, nem pensar. A não ser que você queira que alguém vá para o hospital e libere a vaga na casa da praia para o Reveillon! 😉

Aqui vai uma receita para substituir a maionese e que é muito elegante e propícia para nosso calor!

Terrine de Legumes Grelhados (Serve 20 fatias)

Elegante e própria para o nosso clima

Elegante e própria para o nosso clima

Ingredientes:

2 berinjelas, cortadas finamente no sentido do comprimento

2 abobrinhas, cortadas finamente no sentido do comprimento

1 pimentão vermelho, cortados ao meio e sem pele e sem sementes*

2 pimentões amarelos, cortados ao meio e sem pele e sem sementes*

1 cebola roxa, grande, fatiada

1/4 xícara de passas

1 colher de sopa de vinagre de vinho tinto

400ml de suco de tomate

3 colheres de chá de Agar agar (pode ser usado 12gr de gelatina em pó sem sabor)

azeite de oliva
sal, pimenta, a gosto
manjericão para servir
suco de limão, para servir

Modo de Preparo:

Comece grelhando as fatias de berinjela e abobrinha. Em uma chapa ou mesmo na frigideira coloque um fio de azeite de oliva e grelhe as fatias de legumes até que fiquem tenros e marcados (foto), virando após 5 minutos de cada lado. Os pimentões também devem ser grelhados. Tempere com sal e pimenta do reino moída na hora a gosto. Reserve os legumes para que esfriem ligeiramente.

Berinjelas grelhadas

Berinjelas grelhadas

Em uma panela coloque a cebola com um pouco de azeite de oliva. Cozinhe por alguns minutos, em seguida, adicione as passas e o vinagre de vinho tinto e cozinhe em fogo baixo até que estejam macias. Reserve para que esfriem ligeiramente.

Na mesma panela da cebola (vamos economizar!) acrescente o suco de tomate e tempere a gosto. Eu usei sal, pimenta do reino moída na hora e umas gotinhas de limão. Junte o agar agar e leve para ferver. Se estiver utilizando gelatina prepare-a conforme as instruções da embalagem, lembrando que não pode ferver pois senão perde o seu poder gelificador.

Prepare uma terrine ou forma de bolo inglês que tenha capacidade para 2 litros, aproximadamente. Pincele o fundo e as laterais da forma com um pouco de azeite Isto ajudará o filme a “grudar” na forma) e cubra com filme plástico deixando espaço suficiente nas bordas para facilitar na hora de desenformar.

Assim que os legumes e o suco de tomate estiverem mornos coloque 3 colheres de sopa do suco de tomate no fundo da terrine somente para cobrir e comece as camadas de legumes. Adicione primeiro os pimentões para dar um acabamento vermelho brilhante e lindo quando desenformar. Certifique-se de cobrir toda a superfície da forma, em seguida, acrescente o pimentão amarelo. Coloque mais um pouco do suco de tomate e continue fazendo camadas de legumes e suco até terminar com pimentão vermelho. Acrescente o restante do suco de tomate e bata a forma sobre uma superfície para certificar que o suco penetrou bem na terrine e unirá todos os legumes. Cubra com filme plástico e leve a geladeira por 30 a 40 minutos. Se você utilizou gelatina deverá ficar na geladeira por, no mínimo, 2 horas. Se você fizer com antecedência guarde-a na geladeira, sem desenformar, por até 3 dias.

Um arraso na ceia de Natal

Um arraso na ceia de Natal

Para desenformar, vire a forma sobre um prato de serviço e retire, cuidadosamente, o filme plástico. Você pode servir com folhas de manjericão e um molho de iogurte, se quiser.

Colorido, leve e refrescante. Como nosso Natal deve ser!

Colorido, leve e refrescante. Como nosso Natal deve ser!

E aí está! Um dos pratos de legumes mais saboroso e elegantes que eu já fiz!

DICAS:

  1. Farofas, recheios, podem ser preparadas com antecedência de até 3 dias e bem armazenadas na geladeira.
  2. Folhas verdes devem ser lavadas, centrifugadas e guardadas em um recipiente plástico com um papel toalha umedecido sobre elas.
  3. Sobremesas mais firmes também podem ser preparadas com antecedência. Se utilizar ovos crus e creme de leite (mousse, por exemplo) só devem sair da geladeira no momento de servir.
  4. * para tirar a pele dos pimentões embrulhe-os inteiros em papel aluminio e leve ao forno aquecido a 200 graus por 15 minutos. Coloque-os em um saco plástico e feche bem para “suar”. Assim que esfriar a pele sairá com bastante facilidade

Torta de Nozes Pecan para o Natal

Afff! Sempre dizemos que o blog é o nosso filho. Mas acho que não. Eu não abandonaria o meu assim, desse jeito! Mas a correria é tamanha… Mudança, desayunos, amigos secretos (alguns não tão secretos assim!), festas na escola, Posadas… Quem dá conta do recado??? Eu sei que anda todo mundo me cobrando, inclusive mandando receitas… Porfis, ahorita sale!

Mas hoje, eu, que já havia fechado as portas da minha cozinha pra “encomendas”, tive a visita da Jojo Wanderley para dividir as honras de cozinheira comigo!!! Foi uma tarde deliciosa, voltei a ser adolescente, “tipo assim”! E fizemos – mais ela do que eu! – uma torta de nozes pecan maravilhosa! Até o Pedroca ajudou. Com as suas técnicas de mestre-cuquinha e muito bossy o pequeno até cantou uma trilha sonora para nosso encontro! No final gravamos um “acústico” que deixo aqui de canja para vocês!!!!!

E depois de muito papo bom, risadas e muito carinho a torta de pecan, ou Pecan Pie, de acordo com a Jojo ficou maravilhosa e cheia de memória. E parece que eu até despertei um certo interesse culinário na menina!!! Ojalá!

Torta de Nozes Pecan (Serve 16 adolescentes dependendo da larica!)

Massa:

400 gr de farinha de trigo

200 gr de manteiga gelada cortada em cubinhos

2 ovos

20 gr de açucar de confeiteiro

1 pitada de sal

Recheio:

5 ovos

280 gr de açucar mascavo

150 gr de maple syrup (eu usei um mel de flor de laranja que eu comprei no Eataly e estava louca para usar!!!!)

1 colher de sopa de baunilha

2 colheres de sopa de Bourbon (poderia ter usado mais, mas como são todos menores de idade…)

400 gr de nozes pecan picadas finamente – reservar algumas para decoração

Comece preparando a massa. Todas as instruções estão aqui. Esta é a massa super versátil. Rendeu uma forma de 30cm e 2 mini.

Aqueça o forno a 180 graus. Em uma tigela grande mescle os ovos até obter uma mistura homogênea. Acrescente os demais ingredientes, um de cada vez, mesclando bem depois de cada adição. Deixe o recheio descansar por 15 minutos. Mescle o recheio novamente e despeje sobre a massa de torta já descansada e gelada*. Leve para assar por 40 minutos, aproximadamente, ou até que o recheio esteja firme.

Coloque sobre uma gradinha para esfriar. Você pode serví-la morna ou fria. Com sorvete ou creme batido, ou só!

*Para a decoração eu não coloquei as nozes pecan antes de ir ao forno. Deixei a torta esfriar completamente e decorei com florzinhas de doce-de-leite e em cima de cada uma uma nóz!