Dia das Mães #ColetivoGatronômico [Cassoulet]

O #Coletivogastronômico está de parabéns pelo tema escolhido.

Que delícia que foi preparar esta receita!  Primeiro foi um desafio, pois receitas de uma panela só existem várias por aí. Mas uma receita que fosse, ao mesmo tempo prática deliciosa e digna de servir no Dia das Mães? Aí estava o pulo do gato!

O que eu queria mesmo era preparar algo que me remetesse ao colo da minha mãe, que aquecesse meu coração. Nesta hora o aconchego fala mais alto. Mas quem quer ficar a manhã toda preparando o almoço?? Bem… eu! :/

Não se preocupe. A receita que eu escolhi além de muito reconfortante e deliciosa é prática e a maior parte do tempo será preparada no forno. É um cozido rústico, que nasceu nas casas camponesas do interior da França, mas precisamente na região da cidade de Carcassone. Foi lá que comi o meu primeiro “exemplar” deste prato e me apaixonei fervorosamente – até uma panela com um cassoulet enlatado eu trouxe na bagagem!

Tem alguém "comendo" meu Cassoulet, diretamente de Carcassone!

Tem alguém “comendo” meu Cassoulet, diretamente de Carcassone! (Reparem que só sobraram os ossos) 😉

Daí em diante testei e testei várias receitas e percebi que a escolha dos ingredientes é a peça chave do sabor deste cozido. Algumas receitas pedem pato, outras frango ou até coelho.

O prato principal com a panela mais que especial que veio de viagem cheia de cassoulet legítimo! ;)

O prato principal com a panela mais que especial que veio de viagem cheia de cassoulet legítimo! 😉

Por aqui adaptei os ingredientes levando em conta sua origem: as linguiças que utilizei são de porcos caipiras, o lombo de porco defumado sobre um fogão a lenha, o bacon, ainda um pedacinho daquele MARAVILHOSO porco lá da Yaguara Ecológico… e as coxas de pato, feitas num confit muito especial…

Para esta receita busque o conforto d os ingredientes locais, orgânicos, vindos da fazenda...

Para esta receita busque o conforto dos ingredientes locais, orgânicos, vindos da fazenda…

Enquanto cozinhava me imaginei numa casinha lá no meio do nada, cheia de convidados para celebrar uma data tão especial! E ao deixar que o fogo fizesse a sua parte, liguei uma música, abri um rosé e desfrutei a vida ao lado de minha mãe e meu filho!

Cassoulet (Serve 4)

Comida reconfortante como colo de mãe!

Comida reconfortante como colo de mãe!

Ingredientes:

200g de bacon cortado em cubos grandes

200g de lombo de porco defumado cortado em cubos grandes

200g de linguiça de lombo de porco

200g de coxas de pato cortadas em pedaços (eu usei coxas inteiras confitadas para servir. Receita facílima aqui)

1 cebola grande cortada em cubos grandes

8 dentes de alho ineiros, descascados

2 cenouras grandes cortadas em rodelas grandes.

300g de feijão branco deixado de molho em água quente de véspera

4 raminhos de tomilho

1 folha de louro

sal e pimenta do reino a gosto

1l de caldo de frango

1/2 xícara de farinha de rosca

1/2 xícara de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo:

Primeiramente escolha a sua melhor panela; pode ser a mais bonita ou a mais afetiva. Não se esqueça que esta é uma receita de uma panela só. Vai do fogão, ao forno e à mesa.

Aqueça o forno a 160 graus.

No fogão coloque a panela para aquecer e junte o bacon. Frite até ficar bem dourado e soltar a gordura. Acrescente a linguiça e deixe dourar dos dois lados. Junte o lombo e os pedaços de pato, se estiver usando. Frite bem até dourar e o fundo da panela ficar escuro. Se for usar as coxas inteiras confitadas, acrescente uma colher da gordura do pato à panela. Acrescente a cebola, os dentes de alho e a cenoura e refoque. Junte o feijão branco, o tomilho, a folha de louro sal e pimenta e o caldo de frango.

Se o aroma da minha cozinha pudesse entrar na sua... <3

Se o aroma da minha cozinha pudesse entrar na sua… ❤

Deixe levantar fervura, tampe e leve ao forno por 45 minutos ou até que o feijão esteja cozido.

Retire do forno e polvilhe a farinha de rosca e o queijo parmesão ralado. Volte ao forno por 15 minutos ou até que se forme uma “casquinha” dourada.

Por baixo desta casquinha dourada e crocante um dos pratos mais saborosos e reconfortantes... Como colo de mãe!

Por baixo desta casquinha dourada e crocante um dos pratos mais saborosos e reconfortantes… Como colo de mãe!

Sirva imediatamente com a coxa de pato e não se esqueça de brindar às mães!

Um prato rústico, mas com sabor do conforto,

Um prato rústico, mas com sabor do conforto

DICAS:

  1. Você pode substituir o pato por frango, mas já aviso que se arrependerá! 😉
  2. Carne de vitela, coelho e cordeiro também podem ser acrescidos ao cozido. Lembre-se: este é um prato camponês!

Quer mais receitas como esta?

Visite a o Coletivo Gastronômico no Facebook e o Perfil no Instagram e delicie-se!

Como coração de mãe: sempre cabe mais um!

Como coração de mãe: sempre cabe mais um!

Almoço para o Dia das Mães

O dia das mães está chegando e aquela neura de compras, reservas de restaurantes, estresse já invade a casa de todo mundo. Hoje fui andar pelas ruas da vizinhança para me “adaptar” e vi que todos os restaurantes estão com faixas enormes de “reserve seu almoço para o dia das mães”. E todo ano é aquela mesma história: Filas enormes, mesas grudadinhas, preços absurdos (ainda mais caros dos que os restaurantes paulistanos estão praticando? Affff!). Meu conselho: fuja dessa roubada. Quer presentear sua mãe? Então não caia na ladainha e leve-a num dia mais tranquilo onde todo o almoço será mais prazeroso e honesto.

Mas aí fica a dúvida: quem vai cozinhar, então? Não é justo a sua mãe ir prá cozinha, não é mesmo? Pensando nisso me lembrei de uma receita deliciosa, com cara de almoço de domingo de Dia das Mães (não poderia ser qualquer domingo!) e que não vai deixar ninguém plantado na cozinha. Se você tiver 30 minutos para preparar a receita, o forno faz o restante. É tudo de uma vez!

Frango Assado da Condessa Descalça (Serve 4)

1 frango inteiro de aproximadamente 1,5kg (dê preferência para os frangos de granja, orgânicos, em razão da excessiva quantidade de hormônios dos frangos comuns)

100 gr de manteiga sem sal em temperatura ambiente

1 ramo de alecrim picado

1 ramo de tomilho

6 folhas grandes de sálvia picada

sal e pimenta a gosto

1 limão siciliano cortado em quartos

1 cabeça de alho grande cortada ao meio

2 cebolas roxa

2 cenouras

2 talos de salsão

1 batata doce

2 mandioquinhas

 

Retire o frango da geladeira 30 minutos antes de assar.

Em uma assadeira grande coloque os legumes, tubérculos e raízes cortados fazendo uma “cama” para o frango. Coloque também meia cabeça de alho com casca e tudo. Reserve.

Aqueça o forno a 200 graus.

Lave bem o frango, seque-o com papel toalha e retire o excesso de gordura.  Levante a pele do frango cuidadosamente na parte do peito mas não desgrude totalmente (vide foto).  Tempere a cavidade do frango com sal e pimenta a gosto. Misture a manteiga com as ervas picadas e com as suas mãos coloque 2/3 dessa mitura debaixo da pele do frango, deixando o peito bem untado.

Recheie o frango com meia cabeça de alho e com 2 quartos do limão. Amarre as coxas para o recheio não sair e pincele o restante da manteiga sobre o frango, caprichando nas coxas! Esprema o limão restante sobre o frango, tempere com sal e pimenta e coloque-o na assadeira.

Asse na grade do meio do forno por 1 hora ou até que, quando espetado na coxa o líquido que saia seja claro sem vestígios de sangue. Talvez você pode precisar de mais 1/2 hora, dependendo do tamanho do seu frango. Também fique de olho na pele do frango que deve estar bem corada e crocante. Hummm!

Retire o frango da assadeira e deixe-o descansar por 10 minutos antes de cortá-lo. Sirva-o com os legumes que estarão tenros e cheios de sabor! Se quiser uma salada de folhas também é um bom acompanhamento.