Páscoa IV – Uma receita para Celebrar

Estive pensando qual receita poderia colocar aqui. Vou confessar que já faz muito tempo que não cozinho o almoço do domingo de Páscoa.

Desde que meu filho entrou em idade escolar, principalmente quando estávamos no México, aproveitávamos para viajar, pois este é um feriado grande (spring break). Já aqui no Brasil, a Páscoa é celebrada na casa da minha mãe e ela se encarrega dos preparativos…

Então fui resgatar as memórias de alguns anos atrás. Voltei uns 8 anos e “desenterrei” fotos e lembranças deliciosas. Encontrei alguns registros dos 2 últimos anos que cozinhei. Me lembro que em um ano nevou muito em Londres, nesta manhã. Deixei uma paleta de porco no forno e fomos brincar na neve… Por pouco não queimo toda a carne!!

Paleta Assada para a Páscoa

Paleta Assada – quase queimada! – para a Páscoa

No ano seguinte, já sem neve, foi nossa última Páscoa em Londres, e até onde me lembro o último almoço que cozinhei.

O almoço do domingo sempre me remeteu a carnes como porco ou cordeiro. Algo que não comemos todos os dias, algo para celebrar. Claro que não precisa ser tão “Flintones” como a paleta da foto acima. Acho que naquele ano, provavelmente, eu tenha sofrido muito sem carne no período da Quaresma!!

Costeletas de Cordeiro Milanese (Serve 4)

E assim festejamos a Páscoa!

E assim festejamos a Páscoa!

Ingredientes:

8 costeletas de cordeiro

sal e pimenta

8 fatias de pão de forma, branco ou integral

1 raminho de alecrim

1 raminho de tomilho

2 ovos batidos, para empanar

farinha de trigo para empanar

óleo vegetal para fritar

Modo de Preparo:

Tempere as costeletas com sal e pimenta do reino moída na hora.

Em um processador de alimentos ou no liquidificador, coloque as fatias de pão com as ervas e triture até formar uma farinha. Tempere com sal e pimenta do reino moída na hora.

Sal e pimenta é o que basta para estas deliciosas costeletas

Sal e pimenta é o que basta para estas deliciosas costeletas

Passe as costeletas na farinha de trigo, depois no ovo batido e em seguida empane na farinha de pão temperada.

Aqueça o óleo em uma frigideira e frite as costeletas até a casquinha ficar dourada. A carne de cordeiro deve ficar ao ponto e rosada. Estará muito suculenta. Se você estiver cozinhando para um batalhão, não se desespere. Vá fritando as costeletas e coloque-as em uma assadeira e conserve no forno baixo até que todas estejam prontas.

Estas delícias eu servi com polenta cremosa e as incríveis cebolas assadas. Deixo esta receita abaixo:

Cebolas Brancas Assadas (Serve 4)

Ingredientes:

4 cebolas brancas grandes

1 colher de chá de sal

1 colher de sopa de manteiga

sal e pimenta do reino

4 raminhos de alecrim

4 fatias de bacon

2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo:

Descasque as cebolas e coloque em uma panela grande. Cubra com água, adicione 1 colher de chá de sal e cozinhe por 15 minutos ou até que fiquem suaves ao toque do garfo.

Escorra e deixe esfriar até que seja possível manuseá-las. Faça uma cavidade central com cuidado para que não perfure o fundo. Pique toda a cebola que foi retirada da cavidade.

Cebolas brancas recheadas - um perfeito acompanhamento

Cebolas brancas recheadas – um perfeito acompanhamento

Aqueça o forno a 200 graus.

Em uma frigideira, aqueça a manteiga, junte a cebola picada e refogue ligeiramente. Retire as folhas até a metade do ramo do alecrim, pique e junte ao refogado. Tempere com sal e pimenta do reino moída na hora. Com uma faca afiada raspe o ramo de alecrim para que fique pontiagudo.

Enrole 1 fatia de bacon na cebola e “prenda” com o alecrim. Coloque as cebolas em uma assadeira. Recheie com o refogado, polvilhe queijo parmesão e leve ao forno alto por 20 minutos ou até que estejam tenras e gratinadas.

Feliz Páscoa!

DICAS:

  1. Caso você queira fazer o porco lá de cima, precisará de 1 paleta de 2 kg, com osso e a pele. Aqueça o forno a 200 graus. Com uma faca afiada faça cortes na pele de aproximadamente de 0,5cm sem cortar a carne, somente a pele, em xadrez. Passe sal, de preferência, grosso, na pele e massageie para que penetre nos cortes. tempere a carne com sal e pimenta do reino moída na hora. Coloque a carne em uma assadeira e leve ao forno para assar por 30 minutos, ou até que a pele começa a pururucar. Abaixe o forno para 170 graus, embrulhe a carne com duas camadas de papel alumínio e cozinhe por mais 4 horas. Na última meia hora retire o papel alumínio, volte a temperatura a 200 graus e termine o cozimento. Pronto! Só não saia para brincar na neve!! 😉

Para sobremesa, vá de Pudim de Claras!

Feliz Dia dos Pais! [Shank de Cordeiro e Apple Pie]

Quer curtir seu pai e toda a família com o melhor presente? Então, cozinhe você o almoço!

Sugerimos aqui um menu super simples, delicioso, confortante e que não levará horas para fazer. Enquanto está tudo no forno você curte o paizão e ainda ganha os méritos de cozinheira do ano!

Sugestão para 6 pessoas

Shank de Cordeiro com polenta cremosa

Qual o pai que não se emocionará?

Qual o pai que não se emocionará?

Ingredientes:

– ½ xícara de farinha de trigo
– 6 shanks de cordeiro
– Sal e pimenta-do-reino, o quanto baste
– 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
– 2 colheres (sopa) manteiga
– 2 cenouras, finamente picadas
– 1 cebola, finamente picada
– 1 talo de salsão, finamente picado
– 1 ramo de alecrim picado
– 2 colheres (sopa) de tomilho picado
– 4 dentes de alho picados
– 2 xícaras de caldo de galinha
– 2 xícaras de vinho tinto
– 200 g tomate pelado, sem sementes e picados
– ½ litro de água
– ½ litro de leite
– 1 xícara de fubá de milho pré-cozido ou polenta pré cozida
– 4 colheres (sopa) de manteiga
– sal a gosto

Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno a 160 graus. Cubra a ponta do osso de cada shank com papel alumínio. Isso ajudará que o pouco de carne que estiver no osso não se queime e manterá uma aparência melhor. Tempere a carne com sal e pimenta. Passe a carne pela farinha.

Em uma panela suficientemente grande que caibam os 6 shanks e que possa ir ao forno aqueça 2 colheres de azeite e 2 colheres de manteiga. Coloque a carne para dourar, uma de cada vez, para que a temperatura do azeite não caia e você não acabe cozinhando a carne ao invés de dourá-la. Reserve.

Em fogo médio, despeje as duas colheres restantes de azeite na panela. Adicione a cenoura, a cebola, o salsão, o alecrim e o tomilho e refogue, mexendo até que os vegetais estejam tenros – de 6 a 8 minutos. Acrescente o alho e cozinhe por mais 1 minuto.

Regresse a carne para a panela. Tenha o cuidado de colocá-las em pé, ou seja, os ossos para cima. Acrescente o vinho e espere que o alcool se evapore. Uns 3 a 4 minutos. Misture o caldo de galinha e os  tomates com o refogado da panela. Cozinhe em fogo baixo com alguns minutos de fervura e retire a espuma que vai se formando com uma escumadeira. Tampe a panela e leve ao forno por cerca de 2 horas, até que a carne esteja bem macia, começando a soltar do osso.

20 minutos antes de terminar o cozimento da carne, prepare a polenta. Coloque a água para ferver com a manteiga. Misture o fubá com o leite. Quando a água levantar fervura acrescente a mistura de fubá e cozinhe, em fogo baixo mexendo sempre até que a polenta esteja cremosa (o tempo de cozimento dependerá do fubá que você utilizar. Dê uma checada nas instruções da embalagem). Corrija o sal, se necessário.

Para servir (nada de panelas sobre a mesa!), retire o papel aluminio dos ossos. Coloque uma porção de polenta no prato e por cima um shank de cordeiro. Regue com o molho.

Torta de Maçã Americana

Demonstração de amor maior pelo pai? Quase impossível!

Demonstração de amor maior pelo pai? Quase impossível!

Ingredientes:

– 2 xícaras de farinha de trigo
– 2 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro
– 150 g de manteiga gelada, cortada em pedaços
– 4 a 6 colheres (sopa) de água

Recheio (pode ser preparado com antecedência):
– 1,5 kg de maçãs
– 1/3 xícara de farinha de trigo
– 1/2 xícara de açúcar mascavo
– 1/2 colher (chá) de canela em pó
– 1/4 colher (chá) cravo moído
– 1/4 colher (chá) anis estrelado moído
– Suco de 1 limão
– 2 colheres (chá) de conhaque

Cobertura:
– 1/3 xícara de açúcar
– 1 gema de ovo

Modo de preparo:

Aqueça o forno a 160° C. Misture a farinha, o açúcar e a manteiga num processador de alimentos utilizando a tecla pulsar até que obtenha a consistência de farofa. Não bata muito pois a manteiga se derreterá e não é isso que queremos! Transfira esta farofa para uma bancada de trabalho. Adicione a água, uma colher de cada vez e amasse delicadamente com as pontas dos dedos até formar uma massa homogênea. Leve à geladeira por aproximadamente 15 minutos para descansar.

Misture os ingredientes secos do recheio. Descasque e fatie as maçãs (para esta torta eu prefiro pedaços ou fatias grossas) acrescente o limão, o conhaque e a mistura acima aos poucos. Deixe descansar para formar caldo.

Montagem da torta:
Divida a massa em duas partes. Abra em superfície enfarinhada com um rolo na espessura de 3 mm ou entre duas folhas de clingfilm para facilitar a transferência para a forma.

Transfira a massa para uma forma ou pirex de 24 cm untada com manteiga, deixando uma borda para fechar depois com a parte superior. Coloque o recheio, mas sem muito caldo e cubra com o restante da massa. Aperte as laterais como na foto. Faça cortes na tampa para que saia o vapor.

Essa borda faz toda a diferença na finalização da torta!

Essa borda faz toda a diferença na finalização da torta!

Pincele com a gema e polvilhe o açucar. Asse em forno pré-aquecido por cerca de 45 minutos ou até dourar. Sirva quente acompanhada de uma bola de sorvete de creme.