Volta de Viagem e uma comidinha magra [Quinoa Cremosa com Cogumelos e Espinafre]

E a viagem de férias chegou ao fim… Quem me segue no Instagram acompanhou uma deliciosa e incrível viagem de carro pelos Estados Unidos. Foram mais de 2.000 quilômetros rodados, 5 estados visitados, quase 1.000 fotos, uma média de 40 refeições e 3,1 quilos a mais na balança. Esta é a parte ruim da história :/

Mas para tudo dá-se um jeito e mesmo eu, que amo comer e quase nunca faço dieta sei que exagerei. Porém não deixo o meu prazer glutão esmorecer. Mesmo a comidinha mais “light” pode ser deliciosa e com muito sabor.

Digo sempre que o principal numa refeição são os ingredientes. Se temos nas mãos poucos mas bons insumos tudo fica bem!

Foi assim o meu jantar de ontem: um punhado de quinoa, cogumelos fresquinhos que ganhei da vizinha e uma corridinha na quitanda da esquina para encontrar um maço ainda crocante de espinafre. O restante ficou por conta de uma despensa bem abastecida. Azeite de oliva de boa qualidade e um extrato de limão siciliano maravilhoso. O jantar está servido!

Quinoa Cremosa com Cogumelos e Espinafre (Serve 4)

Explosão de sabor e de nutrientes. Light e delicioso!

Explosão de sabor e de nutrientes. Light e delicioso!

Ingredientes:

1 xícara de quinoa (eu usei o mix de quinoas, pois como têm tempos de cocção diferentes, gosto muito da textura al dente da quinoa vermelha e da preta)

2 xícaras de caldo de legumes caseiro (ou água)

1 colher de chá de sal

2 colheres de sopa de azeite de oliva

4 dentes de alho

2 bandejas de cogumelos frescos, fatiados (eu usei shimeji branco e champignons)

1 maço de espinafres frescos

Raspas de limão siciliano e o suco de 1 limão

G-Bombs Food!

G-Bombs Food!

Modo de Preparo:

Lave sempre a quinoa antes de usar para retirar qualquer traço de saponina. Se você não sabe, vou te dizer: a saponina é uma substância produzida pela quinoa (e outros vegetais), que se caracteriza pela formação de espuma em contato com meio aquoso. Aquela espuminha chata que fica na superfície!

Em uma panela, coloque a quinoa, o caldo e o sal e leve para ferver. Assim que levantar fervura abaixe o fogo e tampe. Cozinhe por 15 a 20 minutos até o líquido for absorvido, como no arroz.

Em uma frigideira, aqueça o azeite e doure o alho sem deixar queimar. Acrescente os cogumelos e salteie por alguns minutos até que murchem. Adicione as folhas de espinafre e deixe que murchem porém sem ficarem escuras. O espinafre fica mais delicioso quando ainda está crocante!!! Acrescente o suco de limão siciliano.

Quem se apaixonaria por um punhado de espinafre?? <3

Quem se apaixonaria por um punhado de espinafre?? ❤

Assim que a quinoa estiver pronta coloque-a no prato de servir e, por cima, coloque a mistura de cogumelos e espinafre e regue com o molho que se formou na frigideira. Finalize com sal e pimenta do reino e raspas de limão.

DICAS:

  1. Consuma mais quinoa. As proteínas da quinoa são consideradas completas pois possuem todos os aminoácidos essenciais para a construção e manutenção do nosso corpo. Experimente substituir o arroz.
  2. Com rúcula este prato também fica delicioso, pois a picância da rúcula contrasta bem com o sabor marcante da quinoa.

Fim de feira… [Caponata no Forno]

Na casa de minha mãe sempre havia um dia da semana que ela preparava um cozidão com tudo o que estava por perder na geladeira. Ia juntando 1 cenoura, 1 cebola, 2 ou 3 pedaços de pimentão, vagem… Era a famosa “Panela Velha” para o almoço.

Aqui em casa também aproveito tudo. Vocês já leram os meus posts sobre o Mexidão ou o Caldo de Frango? Pois deveriam!! Sou, realmente, uma acumuladora e reaproveitadora de tudo o que seja comestível. A não ser que esteja estragado (…) vai para minha panela!

E pós férias a geladeira estava realmente um caos. Fim de feira, mesmo! Uma verdadeira Xepa! Antes que os alimentos fossem parar no lixo :/ resolvi o problema com uma boa conserva. Esta, para mim, é a melhor maneira de aproveitar os alimentos antes que eles estraguem e prolongar um pouco mais sua vida útil.

Minha geladeira vive cheia de potes de vidro – que também acumulo para estes fins!!! – com conservas. As cebolas viram chutneys, os tomates e laranjas, geléias, e os legumes na maioria das vezes, caponata; este delicioso antepasto que quebra um super galho no momento da visita inesperada, da salada na marmita, ou mesmo num lanchinho da tarde para enganar a fome sem sair da dieta!

Esta versão fiz no forno para não dar trabalho nenhum e sujar uma panela só!

Caponata de Legumes ao Forno (Rende 500g)

Que tal este lanchinho para nutrir e enganar a fome?

Que tal este lanchinho para nutrir e enganar a fome?

Ingredientes (São apenas sugestões. Você pode usar o que tiver na geladeira)

2 pimentões (usei 1 vermelho e 1 restinho de amarelo)

1 berinjela cortada em cubos de aproximadamente 1cm x 1cm

1 abobrinha cortada em cubos de aproximadamente 1cm x 1cm

2 cebolas roxas

1 pedaço do bulbo da erva doce picada

2 talos de salsão picados

1 pimenta dedo de moça picadinha (opcional)

1 colher de chá de orégano seco

1/2 xícara de uvas passas (opcional)

1 colher de sopa de alcaparras (opcional)

sal

pimenta do reino

azeite, o quanto baste

1/2 xícara de salsinha picada

1/4 de xícara de hortelã picada

faça uma limpeza na geladeira e ganhe um bônus!

Faça uma limpeza na geladeira e ganhe um bônus!

Modo de Preparo

Aqueça o forno a 150 graus. Enrole os pimentões em papel alumínio para assar e tirar a pele. Se você preferir pode fazer na chama do fogo, mas eu acho que dá mais trabalho e faz mais sujeira…

Forre uma assadeira com papel alumínio e coloque as legumes, exceto o pimentão e as uvas passas. Tempere com o orégano seco, cubra com papel alumínio e leve para assar, por 1 hora. Aproveite o forno e coloque os pimentões também. Assim economizamos gás e tempo!

Após 1 hora desenrole os pimentões com muio cuidado e coloque-os em um saco plástico e amarre, para formar vapor. Deixe esfriar. Assim, a pele sai bem facinho.

Junte as uvas passas, se estiver usando, aos seus legumes e cubra com papel alumínio novamente. Elas irão hidratar com o calor.

Quando os pimentões já estiverem mornos e for fácil manuseá-los abra o saquinho plástico e com as pontas dos dedos retire a pele. Muito fácil! Pique e junte aos legumes que também já deverão estar frios.

Um jeito delicioso de aproveitar os legumes e ter uma comidinha para as horas de aperto!

Um jeito delicioso de aproveitar os legumes e ter uma comidinha para as horas de aperto!

Tempere com sal e pimenta a gosto e junte as ervas frescas. Se for comer em seguida, regue com bastante azeite de oliva extra virgem. Se for guardar como conserva, coloque em um vidro limpo, que tenha uma tampa com boa vedação (eu usei 2 vidros de palmito) e complete com bastante azeite de oliva retirando todo o ar do recipiente.

Você pode guardar na geladeira por até 3 semanas, completando sempre a superfície com mais azeite, evitando assim, a criação de mofo.

Sempre mantenha 1 dedo de azeite na superfície do vidro para conservar

Sempre mantenha 1 dedo de azeite na superfície do vidro para conservar

DICAS:

  1. Caso utilize legumes mais duros como cenoura ou abóbora corte-os em pedaços menores para cozinhar por igual;
  2. Nunca coloque as ervas frescas para assar, pois ficarão amargas e perderão o frescor. No forno, somente ervas secas!
Os vidros bem tampados podem ser guardados por até 3 semanas na geladeira

Os vidros bem tampados podem ser guardados por até 3 semanas na geladeira

A Cozinha de Lavoisier – tudo se tranforma! [Farfalle Integral com Alcachofra Grelhada]

O título deste post foi sugestão de um amigo que entendeu exatamente o 
conceito da cozinha rápida e fácil.

Muitos me perguntam como eu consigo chegar em casa no final do dia e em poucos minutos já ter o esquema do jantar todo pronto. Claro que atuo um pouco como MacGyver, como gosta de dizer meu marido, porque tenho conhecimento de causa! Mas nem mesmo o agente secreto que não usava armas e resolvia os seus problemas graças ao seu canivete suíço conseguiria salvar o mundo sem ter, pelo menos, um bom azeite extra virgem na despensa!

Antes de pensar em cozinhar algo rápido, saudável e delicioso, você precisa dar uma olhada na despensa da sua casa. Não pense que ela deva estar recheada de itens caros, importados ou mesmo ingredientes que você nem saiba como usar. Nela deverão estar os ingredientes coringas que te ajudarão a sair do sufoco em momentos de falta de criatividade ou dias apertados sem muito tempo para cozinhar. É importante ter sempre à mão:

  • Azeite extra virgem
  • Vinagre balsâmico
  • Tomates secos, fundos de alcachofra, palmito
  • Passata de tomate
  • Massas secas
  • Alcaparras, azeitonas, anchovas
  • Frutas secas e castanhas
  • Leite de coco, molho de soja, azeite de gergelim
  • Grãos e leguminosas

Estas são apenas algumas sugestões mas que podem fazer do seu peito de frango frango grelhado, um frango a provençal! Ou este delicioso atum.

As comidas frescas devem ter um pouco mais de atenção e adquiridas semanalmente. Condimentos como alho, cebola e ervas devem ser guardados hermeticamente fechados para não exalar cheiro na geladeira nem perder suas propriedades. Na geladeira tenha sempre:

  • Alho, cebola
  • Ervas frescas
  • Limão tahiti/limão siciliano
  • Queijo parmesão

Muita gente acha frescura ter um bom ralador de queijos mas a verdade é que um prato bem apresentado muitas vezes altera o sabor da comida, pois comemos primeiramente com os olhos. E para que cozinhar seja um prazer os utensílios básicos devem ajudar a sua performance na hora de pilotar o fogão. Troque um dia no shopping por uma manhã na Rua Paula Souza, em São Paulo 😉 e procure por estes itens:

  • Facas de tamanhos variados
  • Afiador de facas (os maiores acidentes na cozinha acontecem com facas cegas…)
  • Descascador de legumes
  • Espátula
  • Ralador
  • Tábua para cortar
  • Luva térmica
  • Xícaras e colheres medidoras
  • Uma boa panela de aço inox ou de fundo grosso
  • Fuet

Pensando assim, com certeza, em 10 minutos, que é o tempo que a massa cozinha, você terá um delicioso jantar!

Farfalle Integral com Alcachofra Grelhada (Serve 4)

De "macarrão de todo dia" para "Farfalle com alcachofrinhas grelahas e pesto trufado"

De “macarrão de todo dia” para “Farfalle com alcachofrinhas grelhadas e pesto trufado”

Ingredientes:

300gr de farfale integral (ou qualquer ou massa seca que tenha à mão)

sal, o quanto baste

200gr de coração de alcachofra, cortados ao meio

3 colheres de sopa de azeite de oliva

100gr de tomatinhos cereja ou grape, cortados ao meio

100gr de mussarela de búfala bolinha, cortadas ao meio

4 colheres de sopa de pesto (eu usei um pesto trufado que comprei na minha última viagem. Valeu cada centavo o investimento!)

2 colheres de sopa de pinoli tostados.

Invista em ingredientes coringas que poderão dar um toque especial numa massa simples.

Invista em ingredientes coringas que poderão dar um toque especial numa massa simples.

Modo de Preparo:

Coloque a massa para cozinhar conforme instruções do fabricante (se não quiser cozinhar a massa com abundante água, veja esta outra receita).

Enquanto isso aqueça uma grelha ou frigideira até começar a esfumaçar. Coloque 1 colher de azeite e grelhe as metades da alcachofra por 5 minutos. Acrescente os tomatinhos e misture com cuidado por mais 1 minutos somente para aquecê-los, sem cozinhar demais.

Escorra a massa e junte-a ao “molho” de alcachofras e tomates. Acrescente o restante do azeite, a mussarela e o pesto. Aqueça rapidamente sem deixar a mussarela derreter.

Ao servir coloque os pinoli tostados sobre a massa. Se necessário corrija o sal.

"Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma." - Antoine Lavoisier

“Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” – Antoine Lavoisier

DICAS:

  1. Quando for comprar os ingredientes da sua despensa dê preferencia para os que tenham menor quantidade de sódio e conservantes artificiais. Sempre leia os rótulos.
  2. Pesto, vem do verbo pestare, em italiano que significa esmagar, aplastar. Isto é, um molho esmagado com ervas, normalmente manjericão, e azeite. Mas se não tiver estes ingredientes pode-se fazer com qualquer outra erva, folhas de rúcula, azeitonas, cogumelos, tomates… O importante é transformar!
Cores e muito sabor num prato único.

Cores e muito sabor num prato único.

Deixa chover!

Sabe aqueles dias que tudo o que você precisa é uma comida boa, reconfortante e rápida?

Assim aconteceu comigo, também. Esta temporada de chuvas é muito abençoada já que estamos nesta crise hídrica por toda a região sul. Mas, especialmente em São Paulo, é um tormento um temporal cair bem na hora do rush. As 6 da tarde ninguém merece que o mundo desabe. Mas mesmo assim ele desaba! E nos mostra que percorrer 18 quilômetros em 2 horas não é para os fracos de temperamento! Semáforos apagados, ruas alagadas, motoristas mal educados e sem paciência… A rua se torna um ringue e salve-se quem tiver um Hammer.

O ditado que diz que uma mulher prevenida vale por duas nunca foi tão válido, nestes dias. Um pouco antes de sair para esta “luta de final de tarde” fiz uma limpeza no meu freezer e encontrei no fundinho, esquecido, abandonado um pacote de massinha para gyoza que havia comprado já há bastante tempo no bairro da Liberdade. Transferi para a geladeira, pois pensei “vai que… nestes dias corridos é sempre bom ter algo fácil à mão”.

De volta em casa tudo o que eu queria era o telefone do disk pizza, mas saberia que até o entregador demoraria horas para chegar. O negócio era mesmo arregassar as mangas e preparar um jantar em 15 minutos! Um pouco mais rápido que a receita do bacalhau da semana passada!

Tendo a mão as massas de gyoza foi fácil sorrir novamente. Abri a geladeira encontrei o que tinha por perto sem escolher muito: cenoura, cebola, um repolho pela metade, alguns cogumelos.

E o jantar está na mesa.

Gyoza de Shitake (Serve 12 dumplings)

Um sol no céu nublado!

Um sol no céu nublado!

Ingredientes:

1/2 pacote de massa para gyoza (o pacote vem com 24 discos, mas eu dividi em duas receitas, veja DICAS)

2 colheres de chá de óleo de gergelim (pode usar qualquer outro óleo vegetal neutro)

2 xícaras de cogumelo shitake picado (pode substituir por qualquer cogumelo)

1 colher de chá de molho de soja

1 xícara de repolho fatiado finamente

1/4 de xícara de cebolinha verde picadinha

1 colher de chá de gengibre picado finamente

1 colher de chá de alho picado finamente

1 colher de chá de vinagre de arroz (pode usar o vinagre comum)

1 colher de chá de pasta de misô (opcional)

Molho para acompanhar:

6 colheres de sopa de molho de soja (eu usei o reduzido em sódio)

3 colheres de vinagre de arroz

pitada de pimenta calabresa

cebolinha verde picadinha

Modo de Preparo:

Em uma frigideira aqueça 1 colher de chá do óleo e acrescente os cogumelos. Salteie por 1 minuto até que fiquem brandos. Acrescente os demais ingredientes e refogue por mais 2 minutos. Desligue o fogo e deixe esfriar para rechear as massa.

Para rechear as massas:

1, 2, 3 gyoza japonês!

1, 2, 3 gyoza japonês!

É importante que o recheio esteja morno, quase frio. Pincele a massa com água (como fazemos com pastel). Coloque uma colher de sopa de recheio no meio da massa, dobre-a ao meio e vá “beliscando” para fechar. (Sinto muito mas esta parte foi impossível fotografar sozinha! 😀 ). Se não conseguir feche como pastel! Continue até rechear toda a massa.

Em uma frigideira, coloque 1 colher de chá de óleo de gergelim e acrescente os gyozas. Tampe de deixe fritar por 3 minutos, ou até que o fundo esteja dourado. Eu gosto de virá-los e deixar “bronzeado” dos lados, também – gyoza brasileiro!

Gyozas bronzeado nipo brasileiros

Gyozas bronzeados nipo brasileiros

Acrescente 1/4 de xícara de água à frigideira, volte a tampar e deixe cozinhar em fogo baixo por 2 minutos, até que  a água evapore e os gyozas estejam cozidos.

Misture todos os ingredientes do molho e sirva estas delicias puro ou com legumes salteados (eu usei um pacote de legumes congelados que tinha no freezer – mescla tailandesa!!).

DICAS:

  1. Eu fiz também de carne de porco moída. Substitua os cogumelos por 300gr de carne de porco suina e refogue até ficar dourada. Acrescente os demais ingredientes e siga o restante das instruções de preparo. Carne de frango também é uma sugestão.
  2. Os gyozas também podem ser preparados no vapor. Coloques-os em uma vaporeira e cozinhe por 10 minutos.

    Comida reconfortante, fácil e rápida

    Comida reconfortante, fácil e rápida

Feliz Ano Novo com “O Pote da Fortuna”

Estava aqui confabulando com as minhas memórias e lembrei que no ano passado, nesta altura do campeonato eu estava entre caixas, malas, mudanças e escrevendo uma receita de lentilhas para o ano de 2012.

Este ano, já com a vida ajeitada, muito mais sossegada depois de uma semana tsunami antes do Natal fiquei pensando como seria meu ano novo. Claro que nada trivial, 7 ondas, caroços de uva, flores para Iemanjá… Quando o sino tocar as 12 badaladas estarei, provavelmente, na fila de embarque de um vôo no aeroporto de Cumbica. Do jeito que eu gosto! Rumo às férias! *Só espero que a torcida do Corinthians não apareça por lá!*

Mas queria antecipar a tradicional comemoração. Como aqui em casa não seguimos muito as regras eu pensei: – “Por que não comer lentilhas hoje mesmo? Afinal, acho que não encontrarei nada parecido no aeroporto!” Além do que esta leguminosa é hors concourspor aquiDesde muito pequeno ensinei ao meu filho que as lentilhas são moedas de ouro. O bichinho devora cada grão! E tem tudo a ver com o pote a fortuna que eu estava pensando em preparar.

Esta receita é da sempre maravilhosa Diva da Cozinha Nigella Lawson. Eu adaptei um pouquinho pois queria fazer a apresentação parecer um potinho da fortuna. Sabe aquele cheio de mandingas e afins? Alho, pimenta, pé de coelho… Esta cumbuca representa sorte, paz, amor e fortuna. E que venha 2013!

 

Pote da Fortuna (Serve 4 – se a sua turma for grande pode dobrar ou triplicar a receita sem problema!)

 

Azeite de oliva, o quanto baste 

1 cebola pequena cortada em cubinhos

1 cenoura cortada em cubinhos

2 dentes de alho picado

250 gr de lentilhas ( a receita original pede lentilhas Puy – são melhores e mais firmes, mas eu usei a nossa lentilha nacional)

1 ramo de tomilho

1 ramo de salsinha

1 folha de louro

100 ml de vinho branco

300 ml de caldo de legumes ou água

2 chalotas picadas finamente

4 colheres de sopa de vinagre de jerez

sal e pimenta o quanto baste

sementes de 1 romã

2 colheres de sopa de ciboulete picada

 

 

Em uma panela média aqueça 2 colheres de sopa de azeite de oliva. Acrescente a cebola, a cenoura e o alho e salteie por 3 minutos, sem deixar dourar. Junte as lentilhas, as ervas e o vinho branco. Deixe ferver para que o alcool evapore e acrescente o caldo ou água. Cozinhe em fogo médio por 20 minutos ou até que todo o líquido seja absorvido. Mas atenção: as lentilhas devem ficar  al dente. Não cozinhe muito pois elas ficaram empapadas.

Retire as ervas e coe caso haja algum líquido. Em uma tigela misture a chalota, o vinagre e azeite de oliva. Tempere com sal a pimenta. Coloque este vinagrete sobre as lentilhas e sirva em potinhos ou ramequins. Coloque as sementes de romã e a ciboulete sobre as lentilhas com muita fé e pensamento positivo. Sirva morno e coma 7 garfadas em um pé só!

Feliz Ano Novo!!