Acompanhamento para todas as horas [Conserva de Boteco]

Esta receita eu elaborei a primeira vez quando ainda era dona do Romã Armazém Gourmet. E foi um produto que deveria ser limitado, para o período da Copa do Mundo. Mas o negócio ficou tão bom que entrou para o cardápio dos favoritos dos clientes.

Além de fácil e versátil, condições de muitas receitas daqui, é daquelas que não podem faltar na geladeira pois quebram muitos galhos. Se chega uma visita inesperada, ali está ela; se não sabe qual acompanhamento servir com o frango, ela de novo; no churrasco, quase protagonista!

Todos os ingredientes para esta receita eu compro na Zona Cerealista, em São Paulo. Vou em lojas como a Camanducaia ou Armazém São Vito. Mas os grandes supermercados e empórios já têm uma gama bastante grande de temperos e grãos

Por isso não deixe de provar e manter sempre um vidro, grande!, no seu estoque. É felicidade certeira.

Conserva de Boteco (1 vidro de 1 litro)

Agora é só abrir a cerveja ou uma branquinha e aproveitar!

Agora é só abrir a cerveja ou uma branquinha e aproveitar!

Ingredientes:

2 colheres de sopa de tempero Chimuchurri (eu uso o seco, que compro na Zona Cerealista)

1 colher de sopa de sementes de coentro

Azeite de Oliva, o quanto basta (aproximadamente 200ml)

150g de Azeitonas Verdes (eu usei recheado com amêndoas)

150g de Cebolinha em Conserva

150g de Alho Confitado

150g de Bimenta Biquinho

E aí? Vamos botecar?

E aí? Vamos botecar?

Modo de Preparo:

Escorra bem todos os ingredientes para retirar o excesso de água ou qualquer outro líquido de marinada.

Em uma panela pequena, aqueça 1/2 xícara de azeite e coloque o tempero chimichurri, caso esteja usando o seco. Isso liberará mais aromas e o sabor do tempero. Se utilizar o chimichurri fresco pule esta parte. Deixe esfriar

Em um pilão macere as sementes de coentro. Você verá que o aroma não é nada parecido as folhas de coentro e aportará muito frescor à receita. Não deixe de usá-las.

Deliciosamente fragrantes e aromáticas

Deliciosamente fragrantes e aromáticas

Em uma tigela misture todos os ingredientes, inclusive o chimichurri. Coloque em um vidro com capacidade para 1 litro e complete com azeite de oliva até a boca para evitar a criação de mofo.

Guarde por 2 dias antes de consumir para impregnar os temperos. Coma sem moderação!

DICAS:

  1. Substitua livremente os ingredientes: tremoço, azeitonas pretas, picles caem muito bem.
  2. Você pode comprar o alho confitado no mercado ou fazê-lo: cozinhe os dentes de alho descascado em 1 copo de água e 1/2 litro de vinagre de vinho branco por 3 minutos após levantar fervura. Escorra e coloque em um banho de água com gelo até estar bem frio.
Petiscos e Acepipes

Petiscos e Acepipes

Alguém já viu cabeça de bacalhau? [Bolinhos de Bacalhau]

Ando sumida pois o trabalho está me consumindo. Tenho feito um evento, no mínimo, por semana o que me deixa ocupada e presa na minha cozinha, longe do computador e da vida social…

Mas isso é bom já que meu sacrifício de Quaresma este ano foi deixar de acessar o Facebook durante os quarenta dias de penitência. Estava viciada e “fofoqueira”!!!

Um desses trabalhos é um evento de comidinhas de boteco que vou preparar para comemorar os 40 anos de uma amiga. Imagine só a responsabilidade dessa “degustação” onde a maioria dos convidados são mexicanos. Ay caramba!

Pensando no cardápio me ocorreu preparar bolinhos de bacalhau já que nesta época a oferta de bacalhau é abundante, estão em excelente qualidade e a bom preço.

E me lembrei de uma receita que é maravilhosa por si só e uns pequenos ajustes (!) a deixaram ainda melhor. Esta receita foi publicada no blog de Saul Galvão em 2007. Nunca mais esqueci, mas a preparei poucas vezes. E cada vez achava que precisava de algo mais apesar se ser perfeita! Aqui está versão final, que divido com vocês e deixo todo mundo a vontade para acrescentar a uma pitaca!

Bolinhos de bacalhau de Maria de Lourdes Modesto por Saul Galvão com minhas pitacas.

bolinhobaca

Ingredientes:

250 gramas de bacalhau;

1 litro de leite;

2 folhas de louro seco

200 gramas de batata;

½ cebola picada bem miudinha;

1 colher de sopa de salsinha picada;

1 colher de sopa de ciboulette picada;

1 cálice pequeno de vinho do Porto;

3 ou 4 ovos;

noz-moscada ralada na hora, o quanto baste;

sal e pimenta-do-reino, o quanto baste;

1/4 de xícaras de azeitonas pretas picadas;

azeite de oliva para fritar.

Modo de Preparo:

Dessalgue o bacalhau com bastante antecedência. Se não for muito espessa a posta, 48 horas trocando a água muitas vezes, a cada 2 horas. É bom manter o bacalhau na geladeira.

Cozinhe o bacalhau dessalgado no leite e folhas de louro. Retire as eventuais espinhas e a pele. Desfie o bacalhau. Eu gosto de deixar pedaços um pouco grande para sentir a textura do bacalhau.

Descasque e cozinhe as batatas no leite do bacalhau. Esprema as batatas ainda quente formando um purê. Eu ainda passo na peneira pois gosto da batata bem lisinha.

Coloque o bacalhau e o purê de batata numa vasilha. Junte a cebola picada, o vinho do Porto, a salsinha, a ciboulette e as azeitonas. Tempere com noz moscada, sal e pimenta.

Vá misturando a preparação com as mãos e colocando os ovos, um a um até conseguir uma massa homogênea. A quantidade vai depender do tamanho dos ovos e da quantidade de líquido que tenha absorvido as batatas no cozimento.

Molde os bolinhos com duas colheres formando queneles. Frite em abundante azeite de oliva bem quente. Sirva com fatias de limão e uma cerveja bem gelada!