O Tempero da Vida #ColetivoGastronômico [Cordeiro com Purê de Berinjela]

Adorei quando o tema da receita do mês do #ColetivoGastronômico foi escolhido. Comida de Cinema ou Série de Tv. Fico realmente apaixonada por filmes com envolvimento culinário. A Festa de Babette, Cheiro de Papaia Verde, Vatel, Chocolate, são alguns dentre muitos filmes que me deixaram grudada na tela do cinema e me fizeram pensar na vida como um grande banquete.

E eu escolhi um filme, que talvez muitos de vocês não conheçam. O Tempero da Vida, 2003, um filme greco-turco com uma história de vida lindíssima e tocante.

O filme retrata a história de uma família de gregos que vive em Constantinopla, na Turquia, mas é expulsa de lá e retornam a seu país de origem. Assim, o herói de nossa história, Fanis, crescerá, se tornará um grande cozinheiro e, 35 anos depois retornará a sua cidade natal.

O Tempero da Vida trata dos cheiros da memória, das lembranças da infância, do sabor e do perfume dos almoços nas casas dos avós. Daquele gosto nunca mais encontrado em outra época u em outro lugar… Usando a comida para falar de temas e sentimentos universais, o filme ainda consegue abordar a conturbada relação entre turcos e gregos, mostrando por meio da culinária as semelhanças entre as duas culturas de forma tão sutil quanto um inesperado toque de canela no preparo de simples almôndegas.

É um filme de partidas e retornos, despedidas e saudades, mas também de cheiros e cores, de sabores inusitados que nos deixam encantados. E de amor. Pela culinária, pelo país que o expulsou, por aquele que o acolheu, pela comida que une a todos no melhor e no pior. E como seria a culinária sem a presença dos temperos? Para o personagem marcante do filme, ela não teria o menor sentido. “Sem o perfume e o sabor das especiarias nenhuma receita pode revelar seu potencial espiritual”

Cordeiro com Purê de Berinjelas (Serve 4)

"Cheiros da Memória, Lembranças da Infância, Sabor e Perfume da Casa dos Avós"

“Cheiros da Memória, Lembranças da Infância, Sabor e Perfume da Casa dos Avós”

Ingredientes:

Para o Cordeiro:

3 colheres de sopa de azeite de oliva

700g de carne de cordeiro, preferencialmente pernil, em cubos (eu usei Quirós Gourmet, que para mim é a melhor!)

1 cebola pequena picada

2 dentes de alho

1 e 1/2 xícara de tomate pelado picado, com o suco

500ml de caldo de carne

5 galhos de salsa

5 ramos de tomilho

1 folha de louro

2 cravos da India

1 pau de canela

Sal e pimenta do reino a gosto

Para o purê:

2 berinjelas grandes

suco de 1 limão

2 copos de água

80g de manteiga

5 colheres de sopa de farinha de trigo

350ml de leite

120ml de creme de leite fresco

Sal e pimenta do reino a gosto

1/2 xícara de queijo gruyere ralado

Modo de Preparo:

Vamos começar por assar as berinjelas. Eu gosto de fazer na boca do fogão. Ficam queimadinhas e com um sabor de defumado delicioso. É só colocá-las direto na chama e deixar e “queimem”, virando todos os lados. Mas você pode embrulhar em papel alumínio e assar por 1 hora em forno alto, 200 graus.

Berinjelas vão à mesa todos os dias nas culinárias grego-turca

Berinjelas vão à mesa todos os dias nas culinárias grego-turca

Assim que estiverem assadas coloque-as em uma assadeira e deixe esfriar para poder manusear.

Então vamos á carne. Em uma panela grande que possa ir ao forno, aqueça o azeite e doure os cubos de carne até ficarem bem escuros. Junte a cebola e o alho e continue refogando por uns 5 minutos. Acrescente os tomates, o caldo de carne, as ervas e as especiarias. Deixe ferver e reduza o fogo ao mínimo e cozinhe por 1 hora ou até que a carne esteja bem macia. Você também pode fazer esta preparação no forno, a 190 graus.

O toque das especiarias perfumam toda a casa...

O toque das especiarias perfumam toda a casa…

Assim que as berinjelas estiverem frias descasque-as, retirando toda a pele e coloque em uma tigela com água e o suco do limão. Deixe de molho por 20 minutos. Retire da água e esprema bem para retirar todo o excesso de líquido. Pique-as em pedacinhos.

Macias e suculentas berinjelas...

Macias e suculentas berinjelas…

Em uma panela aqueça a manteiga e junte a farinha, mexendo sempre e cozinhe por 2 minutos em fogo baixo. Este é o roux muito utilizado para engrossar e base do molho bechamel. Adicione aos poucos o leite e mexa para não formar grumos. Junte a berinjela e deixe cozinhar por 5 minutos em fogo baixo. Junte o creme de leite e mexa até incorporar e os pedaços de berinjela se desfaçam no molho. Acrescente o queijo ralado e tempere com sal e pimenta.

Creme de queijo aveludado que abraçará toda a maciez da berinjela!

Creme de queijo aveludado que abraçará toda a maciez da berinjela!

Assim que a carne estiver macia, retire as ervas e especiarias do molho e sirva sobre o purê. Iyi Iştah

Conforta corpo e alma. É alimento para o coração <3

Conforta corpo e alma. É alimento para o coração ❤

E agora, pegue a pipoca e ligue a TV. Assista aos filmes indicados e anote as receitas!

Pegue a pipoca, ligue a TV e anote tudo no caderno de receitas!

Pegue a pipoca, ligue a TV e anote tudo no caderno de receitas!

Cozinha da Gertrudes – Sopa de Cebolas da Sra. Weasley – “Harry Potter”

O que temos hoje, Elisa? – Mississipi Mud Pie – “Histórias Cruzadas

Azeitonas Temperadas – Strudel de Maçã – “A Noviça Rebelde”

Better Call San – Torta de limão – “A Menina de Ouro”

Na Cozinha da Carina – Ratatouille – “Ratatouille”

Menu Criativo – Creme Brulee – “Amelie Poulain”

Maratona Star Wars [Pipocas Saborizadas]

Olá!!!

Finalmente as férias acabaram e eu estou de volta ao trabalho. Bem… Quase. Eu voltei de férias, mas ainda tenho uma criança ávida por diversão por aqui! Bons tempos em que os acampamentos ou a casa da vó faziam esta alegria.

Mas, não bastando ser mãe e tendo que participar, entre uma jornada de 4 horas e outra, resolvi alegrar as tardes do pequeno (que já está tão grande 😦 ) com uma maratona dos episódios da saga Guerra nas Estrelas – prá quem não sabe foi com este título que cresci assistindo Luke e Leia Skywalker. A idéia era assistir 2 filmes por tarde para conseguirmos ir ao cinema, ver o episódio 7 ainda no final de semana.

Mas outra guerra se formava na minha galáctica cozinha… Como conseguir que uma espoleta prestes a sair do gatilho aguentasse mais de 4 horas sentado, prestando atenção na complicada trama entre o bem e o mal, numa sequência dos filmes não tão lógica para iniciantes no treinamento Jedi??? [Fui orientada por sites geeks a assistí-los na seguinte ordem: IV, V, I, II, III e VI].

Deliciosas pipocas, a resposta é! diria nossa sábio Master Yoda.

E não é que funcionou??!!

Por aqui adoramos pipocas fresquinhas e feitas na hora na panela pipoqueira. Mas um temperinho a mais não te leva prô lado escuro da Força, não é mesmo? Ainda mais se juntar a criançada na cozinha, dando seu toque especial! Aí o bem vence o mal!!

Pipoca ao Natural (Rende 8 xícaras)

Ingredientes

2 colheres de sopa de azeite

1/2 xícara de grão de milho próprio para pipoca

1 pitada de sal

Modo de Preparo:

Para fazer pipoca no fogão, basta combinar 2 colheres de sopa de azeite, 1/2 xícara de grãos de milho e uma pitada de sal kosher em uma panela grande em fogo médio-alto. Tampe a panela e deixe cozinhar até que os grãos comecem a estourar, agitando ocasionalmente para garantir que os grãos ainda não estourados desçam para o fundo da panela. Quando o espaço entre um estouro e outro for maior que 2 segundos retire a panela do fogo e despeje a pipoca em uma tigela. Isto irá resultar em 8 xícaras de pipoca quentinha necessárias para cada receita abaixo.

Pipoca com Manteiga Queimada, Alecrim e Limão Sicilano (Serve 2)

Foto: KitchenKonfidence

Foto: KitchenKonfidence

Ingredientes

3 colheres de sopa de manteiga sem sal

1 colher de sopa de folhas de alecrim fresco picado finamente

1/2 colher de chá de raspas de limão siciliano

8 xícaras de pipoca pronta (vide instruções acima)

pitada de sal

pitada de pimenta do reino moída na hora

Modo de Preparo:

Em uma panela, aqueça a manteiga em fogo médio. Assim que a manteiga espumar, reduza o fogo e espere que comece a escurecer. Você vai notar pequenas partículas no fundo da panela. Mexa com freqüência durante este processo e não descuide; a manteiga pode queimar em alguns segundos! Assim que começar a exalar um delicioso aroma de nozes e estiver um tom dourado, cerca de 4 minutos acrescente o alecrim e as raspas de limão, em seguida, despeje sobre a pipoca quente, mexendo vigorosamente. Tempere a gosto com sal e pimenta do reino moída.

Pipoca Picante com Sriracha e Limão Tahiti (Serve 2)

Foto: KitchenKonfidence

Foto: KitchenKonfidence

Ingredientes

3 colheres de sopa de manteiga sem sal, derretida

2 colheres de sopa de molho de pimenta Sriracha

1/2 colher de chá de raspas de limão tahiti

1 colher de chá de suco de limão

8 xícaras de pipoca pronta (vide instruções acima)

pitada de sal

pitada de pimenta do reino moída na hora

Modo de Preparo:

Misture a manteiga derretida, o molho de pimenta, as raspas de limão e o suco de limão e despeje lentamente sobre a pipoca quente, mexendo vigorosamente. Tempere a gosto com sal e pimenta do reino moída.

Esta versão é mais úmida e deve ser consumida imediatamente. E é também a minha preferida! 😉

Pipoca Mexicana com Queijo e Coentro (Serve 2)

Foto: KitchenKonfidence

Foto: KitchenKonfidence

Ingredientes

1/4 de xícara de queijo mexicano cotija, esfarelado (pode ser substituído por queijo meia cura ralado)

raspas de 2 limões

8 xícaras de pipoca pronta (vide instruções acima)

2 colheres de sopa de manteiga sem sal, derretida

2 colheres de sopa de coentro picado

pitada de pimenta cayena ou flocos de pimenta calabresa

Modo de Preparo:

Misture o queijo e as raspas de limão e reserve. Regue a pipoca quente com a manteiga derretida, mexendo vigorosamente. Polvilhe com o queijo e limão e finalize com a pimenta. Como o queijo já é salgado você não precisará de sal. Mas uma marguerita cai bem! 😉

E se a tua praia for pipoca doce, esta receita de Pipoca de Caramelo e Chocolate é perfeita para você!

"Por Um Mundo Mais Doce"

“Por Um Mundo Mais Doce”

Que a Força (para conseguir parar de comer!!!!!) Esteja com Você!

I’m late, I’m late for a very important date!® [Scones]

scone

Alice no Pais das Maravilhas é o primeiro livro que me lembro de ter lido. Não me lembro quando isso aconteceu, mas as lembranças de estar na sala de TV da casa em que cresci deitada no sofá de couro de porco com almofadas de chenille me são claras. Era um livro de capa dura, acho que laranja de uma coleção que tampouco me lembro o nome (ai… memória boa!) que cada livro tinha uma capa de cor diferente.

Desta coleção também li Moby Dick, Alice através do Espelho. Acho que assim começou minha jornada pela leitura. Talvez isso explique um pouco o meu gosto por livros de histórias malucas, sem muito sentido e cheias de criatividade!

Vi o filme de animacao da Disney® de 1951 e sigo vendo com meu filho. Quero que ele goste tanto quanto eu do Chapeleiro Maluco, do Coelho Branco e do mundo de criatividade por onde passeia Alice. Nem preciso falar a ansiedade que tinha em assistir a produção de Alice feita por Tim Burton. Juntou a fome com a vontade de comer! E eu estava faminta. Mas como no próprio filme, nem tudo é claro.

Todas as noites, enquanto eu tentava dormir, meu marido lia o que os críticos de cinema estavam falando sobre o filme me deixando apreensiva e um pouco confusa com minhas idéias e opiniões – sim, já tinha uma opinião sobre o filme antes mesmo de assisti-lo. Afinal, era Alice e Tim Burton. Que casamento! Já imaginava os personagens com suas feições desfiguradas, furry, insandecidos, engraçados e sombrios. Óbvio que muito era influencia dos traillers que já havia visto no YouTube.

Enfim chegou o grande dia! Nunca vou a pré estréias, estréias ou coisas do gênero. Sempre há muita gente, o atendimento é ruim, já sento na minha cadeirinha estressada e até que eu consiga relaxar, metade do filme já se passou. Mas dessa vez… Comprei entrada para o VIP, pois era um evento especial. Desde que vi anunciada a produção acompanhei e vibrei . Então, pelo menos a cadeira tinha que ser mais confortável – talvez sonhava como era confortável o sofá lá de casa… Eu já sabia que o filme era uma adaptaçâo, pois no próprio trailler diz que Alice volta ao país das maravilhas 10 anos depois. E por isso mesmo queria muito vê-lo. Não estava interessada na fidelidade de Tim Burton ao escrever o roteiro mas quais seriam as novidades… Não vou falar muito aquí para nao estragar a surpresa dos que não viram e também porque este não é o tema deste blog. Mas tenho que comentar que a cena do chá que a princípio me pareceu triste, desfigurada, mas com todo o toque de loucura que lhe é peculiar me agradou muito. Era um momento pelo qual eu estava esperando. Ademas de saber que ai apareceria o meu queridinho Johnny Deep, como o Chapeleiro Maluco, em mais uma de suas brilhantes atuações. E obrigada a Tim Burtom por nos presentar com uma sútil e quase imperceptível lembrança de Edward maos de Tesoura! (Meu marido nem percebeu…).

Quando Milly diz “Pass me the scones, please?” com o delicioso sotaque britânico, meus olhos e minha boca se encheram de água e por alguns momentos e eu só pensava nos deliciosos scones, lady fingers, Earl Grey, shortbreads que poderiam fazer parte desta cerimônia gastrolouca! Me lembrei dos mini scones que preparava quando trabalhei no “Clare’s Kitchen”, em Londres. Preparávamos muitos chás da tarde, não tão criativos quanto o de Lewis Carroll, mas deliciosos e lindos. Me lembro de um casal japonês que foi do Japão só para se casar em Londres (isso é muito comum!) e pediram para prepararmos um Tradicional English Tea para celebrar o matrimônio. Claro que o evento ocorreria as 5 da tarde! Foi nesta época que descobri que o tradicional chá das cinco inglês foi introduzido por Catarina de Bragança, de origem portuguesa! Ela já costumava fazer seu lanchinho a tarde e levou este costume ao Reino Unido ao casar-se com o Rei Charles II. E ai ficou e perdura até os dias atuais. No evento nipônico, além dos tradicionais sanduiches, foram servidos os mini scones com geléia caseira de morangos e clotted cream. Ai… Como explicar o que é clotted cream? Sabe brigadeiro, farofa, guaraná, saudade, coisas que só mesmo brasileiros sabem o que é? Então, clotted cream só os britânicos sabem o que é. Juro que queria meu casamento assim, também. Que delícia, que chic, que diferente. E juro também que scones deveriam estar na lista dos alimentos que se deve comer antes de morrer! Então não morra de vontade e já prá cozinha prepará-los!

SCONES

Ingredientes:

2 xícaras de farinha de trigo (280gr)

2 colheres de chá de fermento comum (10gr)

¼ de xícara de açucar refinado (50gr)

½ colher de chá de sal

½ xícara de manteiga gelada cortada em cubos pequenos (100gr)

1 ovo grande

½ xícara de leite integral (120ml) – a receita original pede half-and-half, que é um creme de leite ralo com teor de gordura de 12,5%

1 ovo batido com água para untar

Geléia de morango, creme clotted, lemon curd… para acompanhar

Modo de Preparo:

Aqueça o forno a 190 graus. Em uma tigela misture a farinha, o fermento, açucar e o sal. Adicione a manteiga e mescle até conseguir uma mistura parecida a areia grossa. Em outra tigela bata os ovos e o leite. Adicione essa mistura aos ingredientes secos e mexa com um garfo até que os ingredientes se misturem, mas sem bater. Faca uma bola e transfira para uma mesa de trabalho enfarinhada. Sove algumas vezes até obter uma massa homogênea. Abra a massa a uma espessura de 3 cm e com um cortador de 6.5cm de diâmetro corte os scones.

DICA: Não os corte diretamente, mas girando o cortador para que a massa nao se “amasse” e os scones crescam uniformes. Este método é o tradicional. Alternativamente, a massa poderá ser aberta em forma de circulo e cortada com uma faca bem afiada em 8 fatias (triângulos). Ou até mesmo em quadrados! Assim devem ser os scones do chá que Lewis Carroll imaginou! Pincele-os com o ovo batido. Coloque-os em uma assadeira e asse por 15 minutos ou até que estejam corados. A textura ideal de um scone é leve e macia por dentro e quebradiço por fora. Ainda mornos abra-os ao meio e coloque uma colherada de geléia e MUITO creme por cima. Prepare um chá (sim, tem que ser chá) e deleite-se! Como explicar o que é esta maravilha??