#ColetivoGastronômico [Tortinhas de Maçã em Flor com Creme Inglês]

Confesso que o Outono é minha estação do ano preferida. Mas quando o #ColetivoGastronômico resolveu estabelecer que no mês de Setembro homenagearíamos a Primavera dei pulos!

Para a comida não há estação melhor. Eu adoro. O Outono significa frutos, colheita, mas não por aqui onde temos quase tudo o ano todo! A Primavera estabelece o final do Inverno, da hibernação, o renascimento. Da terra improdutiva e inerte faz-se a vida!

E queria uma receita que estivesse muito ligada ao tema, que seria Chá de Primavera. Hummm. Me inspirei nas maravilhosas casas de chá londrinas, com seus scones, geléias e lady fingers – conto um pouco de tudo isso aqui. E queria que tivesse muita flor! E comestível.

Todo este sonho caiu por terra quando percebi que havia perdido a noção do tempo e já era o dia de escrever este post, fazer a receita, fotografar, editar… O que fazer então? Plim! Há tempos queria fazer uma sobremesa, que para mim é a delicadeza e perfeição de um prato doce, e ao mesmo tempo não requer NENHUMA destreza confeiteira (meu caso, em particular). Além de ser muito barata. É quase impossível de acreditar, mas é da sobremesa desta foto que eu estou falando!

Tortinhas e Maçã em Flor com Creme Inglês (Serve 8)

Para impressionar em qualquer

Para impressionar em qualquer “Batalha do Confeiteiros”

Ingredientes:

2 maçãs pequenas, cortadas ao meio no sentido do cabinho, sem o miolo (eu usei a maçãzinha da Turma da Monica)

Suco de 1 limão

1/2 folha de massa folhada comprada pronta (usei Arosa)

2 colheres de sopa de geléia de sua preferencia (usei de Laranja com Gengibre porque tinha na geladeira e ficou divina!)

Pitada de Canela

500ml de leite integral

1/2 xícara de açúcar refinado

4 gemas

1/2 fava de baunilha ou 1 colher de chá de essência de baunilha

Mise en Place fácil e barato

Mise en Place fácil e barato

Modo de Preparo:

Aqueça o forno a 180 graus.

Corte as metades das maçãs em fatias de aproximadamente 2mm. Não caia na tentação (eu cai!) de usar um fatiador ou uma mandolina pois ficarão muito finas e queimarão no forno.

Não corte fatias muito finas de maçã pois queimarão no forno... :(

Não corte fatias muito finas de maçã pois queimarão no forno… 😦

Coloque em um refratário, acrescente o suco de limão, cubra com água e leve ao microondas por 1 minutos em potência máxima. As fatias ficarão levemente cozidas e mais maleáveis, assim não quebrarão na hora de enrolar a massa.

Abra a massa bem fininha. Esta sim! Quanto mais fina melhor, pois como ficará toda enroladinha não correrá o risco de acabar com uma massa crua no centro da tortinha. Depois de aberta, corte tiras de, aproximadamente 2 dedos de largura. Pincele a geléia e polvilhe um pouquinho de canela. Disponha as “meias luas” de maçã levemente intercaladas, e deixe um dedo antes de terminar a massa. Enrole a massa com cuidado. Quanto mais apertado enrolar mais parecido com um botão ficará a sua tortinha. Mas frouxa, mais desabrochada!

Corte tiras de 2 dedos de largura, pincele com geléia e polvilhe com canela

Corte tiras de 2 dedos de largura, pincele com geléia e polvilhe com canela

Sobreponha as fatias de maçãs para fazer o efeito

Sobreponha as fatias de maçãs para fazer o efeito “pétalas”

Coloque as tortinhas em assadeiras para cupcakes ou forminhas de empada. Isto evita que se abram quando estiverem no forno e mantem a forma.

Enrole as tiras de massa. Quanto mais apertada, mais

Enrole as tiras de massa. Quanto mais apertada, mais “fechada” ficará tua rosa

Leve ao forno por 30 minutos. Dê uma olhadinha a partir de 25 minutos para evitar que queimem já que as temperaturas dos fornos podem variar.

Enquanto as tortinhas estão no forno faça o creme inglês. Coloque o leite em uma panela e adicione metade do açúcar e a fava de açucar se estiver usando. Misture bem e leve ao fogo até ferver.

Em uma tigela, misture a outra metade do açúcar com as gemas. Bata bem até formar um creme esbranquiçado. Coloque uma concha do leite fervido no recipiente com gemas batidas com açúcar. Misture bem rápido para as gemas não cozinharem e formarem grumos. Esta etapa é feita com somente uma parte do leite fervido para “temperar” as gemas. Se todo o leite fervido for adicionado de uma só vez, as gemas podem talhar.

Quando as gemas estiverem bem misturadas ao leite, junte-as com o restante de leite que está na panela. Leve a panela ao fogo baixo, mexendo sem parar até engrossar levemente. Nunca cozinhe o creme inglês em fogo médio/alto, se a gema cozinhar rápido demais o creme irá talhar e teremos uma gemada! 😉 Por último, junte a essência de baunilha, se não usar a fava. Deixe amornar.

É Primavera, Te Amo!

É Primavera, Te Amo!

Coloque uma camada do creme inglês morno em um prato, preferencialmente fundo. Disponha uma tortinha sobre o creme inglês e sirva em seguida. Eu ainda decorei com um pau de canela e uma flor de violeta comestível!

Primavera, seja muito bem vinda!

“Trago Esta Rosa Para Lhe Dar!”

DICAS:

  1. Acho que o nosso jardim pode ficar ainda mais colorido com fatias de pêssego, ameixa, pera. E porque não umas tortinhas salgadas de abobrinha, berinjela e tomate? Experimente e conte aqui como ficou!

E para se deliciar com outras receitas para o seu Chá de Primavera visite os blogs participantes do #ColetivoGastronômico:

E este painel? Não é para morrer de amores?

E este painel? Não é para morrer de amores?

Cozinha Autoral – Quiche de Cebolas Carameladas e Batatas

Ana Claudia na Cozinha – Torta de Chester com Requeijão

Na Cozinha da Gertrudes – Baguete de Calabresa

Panela e Paixão – Bolo de Milho com Calda de Goiabada

Mosaico de Receitas – Donuts Assados

Se Eu fiz Você faz – Panna Cotta de Baunilha com Calda de Goiaba

O que temos hoje, Elisa? – Tiramisu Rápido

Burburinho na Cozinha – Torta Mousse de Capim Santo com Massa de Aveia

Artes da Mel – Torta de Berinjela com Queijo Meia Cura

Lab Culinário – Bolo de Tangerina com Sementes de Papoula

Bolo da Casa Encantada [Bolo de Abóbora com Coco]

Hoje fiz algo que nunca faço. Não faço posts aos domingos, mas aqui estou eu…

Domingo é o dia que estamos todos em casa, todos juntos e sempre fazendo algum programa em família. Mas desde que vi um bolo de abóbora com coco do blog A Casa Encantada da querida Ariana, não sosseguei. Fiquei pensando no bolo, no sabor, na textura. Aquele doce de abóbora com coco que tanto comi na infância em forma de bolo; molhadinho, doce e melecadinho!

Não deu outra. Como domingo é dia de feira por aqui já comprei abóbora e ovos orgânicos e caipiras e me certifiquei de que tinha os demais ingredientes. Pedi licença para os meninos daqui de casa – aproveitei que o Santos estava ganhando do Palmeiras e os olhos estavam voltados para a TV – e rapidinho fiz o bolo, fotografei, editei (é… não basta cozinhar, agora. Tem que saber fotografar, também… :/ ) e fiz um chá de bonecas só para mim com um bolo e chá, ambos quentinhos!

Bolo de Abóbora com Coco – adaptei um tiquinho a receita (Serve 1 bolo grande 24cm, 16 fatias)

Chá de Bonecas com gosto de infância

Chá de Bonecas com gosto de infância

Ingredientes:

4 ovos, claras e gemas separadas

4 colheres de sopa de óleo de coco, ou óleo vegetal suave

1 e 1/2 xícaras de açucar mascavo (a receita original pede 2 xícaras açucar demerara, mas eu não tinha e como caramelizei a abóbora no forno resolvi diminuir um pouquinho a quantidade)

630gr de abóbora de pescoço cozida e amassada (eu assei a abóbora em forno a 200 graus para aproveitar melhor seus açucares. Ela carameliza e fica muito mais saborosa)

Assar a abóbora ressalta o seu sabor!

Assar a abóbora ressalta o seu sabor!

1 xícara de farinha de trigo integral

1 xícara de amido de milho

1 xícara de coco ralado seco

1/2 de colher de chá de cravo em pó

1 colher de sopa de fermento químico em pó

Modo de Preparo:

Pre aqueça o forno em 180 graus.

Na batedeira, bata as claras em neve e reserve. Em outra tigela, bata as gemas com o óleo de coco. Acrescente aos poucos o açúcar, a abóbora cozida e amassada. Bata bem até ficar homogêneo. Peneire a farinha, o amido, o cravo e o fermento nesta mistura e misture em velocidade baixa até incorporar. Acrescente as claras em neve e misture delicadamente, sem bater para não perder o volume.

A caminho do meu sonho...

A caminho do meu sonho…

Coloque em uma forma de buraco untada com o próprio óleo e farinha integral e leve para assar por 45 minutos ou até que, ao inserir um palito no meio do bolo este saia limpo.

Deixe esfriar sobre uma gradinha para poder desenformar. Se aguentar espere esfriar. Se não, coma quentinho, mesmo!

Molhadinho, fofo e melecadinho!

Molhadinho, fofo e melecadinho!

DICAS:

  1. As abóboras moranga e cabotcha também servem para esta receita;
  2. Caso não encontre cravo em pó pode usar canela se quiser. Mas o cravo deixa o bolo ainda mais parecido com o doce! Só faltou mesmo aquela calda açucarada por cima 😉

Bienvenidos a Pani – Amores Comestibles

pani1Señores pasajeros bienvenidos a Buenos Aires. La temperatura local es 13 grados…

Aqui estamos, um dia antes do Super Clássico das Américas, na cidade onde o dulce de leche reina e os brasileiros são os hermanos menos queridos… – esta última afirmação é duvidosa. Felizes são os argentinos que recebem a orda gigante de brasileiros que desembarca, cheia de dólares para gastar em chaqueta de piel, show de tango y bricabreques no Mercado de San Telmo.

Mas a minha fome é outra! Passeando pela Recoleta, depois de um dia de primevera bem outonal – a aeromoça já havia avisado dos 13 graus em terra – precisava de uma comida reconfortante, mas com toque porteño. Caminhando pela Calle Junín cuidado para não ser atrapado pelos menus turísticos dos restaurantes que ficam implorando para que você entre.

pani8pani6Nossa surpresa foi encontrar um bistrozinho todo bacanudo logo a frente no Recoleta Mall. Pani é um café/restaurante que serve de medialunas a hambúrgueres, sopas e tortas. E seu balcão de cookies, alfajores, tortas e bolos é algo de muita água na boca e desejar passar a tarde com uma xícara de chá, papeando até o sol se por. Mas com uma criança de 9 anos de idade… O melhor era pedir logo o almoço!

Todos os dias há o Super Sale, que é o menu do dia. Por $105,00 ARS ($13 USD) é possível sair rolando do restaurante: couvert com pães quentinhos, prato principal, bebida não alcoólica, café e postre.

Fomos de hambúrguer com papas e torta de espinafre, mascarpone e salada.pani3pani4 O hambúrguer estava no ponto certo, bem grelhado por fora com a carne avermelhada e suculenta por dentro. Só um pouco exagerado no tamanho! Difícil dar uma mordida sem se lambuzar de cheddar e deixar todos os complementos caírem pelo prato! Já a torta de espinafre estava excelente. Uma massinha muito crocante por fora com um recheio caprichado e muito tenro. Mas a surpresa ficou por conta das deliciosas nozes glaceadas que coroavam a refeição. Para beber não deixe de pedir a pomelada; um suco de grapefruit, azedinho mas muito refrescante e porteño!

A sobremesa é a do dia. Apesar de haver um balcão gigante de deliícias não se pode escolher. Mas acredito que nenhuma desagradaria! Recebemos, junto com um espresso muito bem tirado uma fatia de cheesecake de um palmo de altura com uma deliciosa cobertura de frutas vermelhas, granolas e castanhas que ficou pela metade… Realmente eu iria rolar! pani2

O ambiente é outra coisa a parte. Muito colorido e bem decorado, logo na entrada o balcão de pâtisserie te convida a entrar no mundo do chá da Alice no País das Maravilhas! Me senti no filme do Tim Burton!

pani5pani7Atrás deste balcão uma pequena lojinha vende xícaras, cafeteiras, camisetas e bricabreques coloridos e festivos.

Ainda é possível levar as gostosuras comestíveis. As embalagens, com o título de Amores Comestibles, te convidam a prolongar essa experiência em casa ou mesmo nos gramados da Plaza Francia aproveitando o final de um dia com o por do sol!

Pani Buenos Aires

Vicente López, 2056 – Recoleta Mall

4804-3210 / 4805-3458