A grama do vizinho é sempre mais verde. Ou não!

Fui visistar uma amiga que não via faz muito tempo. Eu a conheço faz uns 10 anos e coincidentemente ela veio morar aqui na Cidade do México.

Combinei de passar na sua casa para um bate papo e um café. Algo rápido pois nossas agendas estavam lotadas, mas sempre há espaço para uma boa amizade. Quando cheguei na sua casa, entendi porque a agenda dela estava tão lotada. A danada me preparou um café da tarde maravilhoso, com bolinhos, biscoitinhos, frutas e tudo mais que um bom café entre amigas deve ter. Pena não ter minha máquina fotográfica para poder mostrar aqui que banquete!

Mas descobri conversando depois que nada daquilo ela tinha preparado, exceto um pãozinho de batata que ela diz ser a única guloseima que ela sabe fazer! E que pão de batata. Me lembrou muito os meus tempos de PwC quando eu tomava meu café da manhã antes de entrar para o trabalho num cafezinho ali na Rua Araújo (santo Google Street!!!!) e onde tinha o melhor pão de batata da cidade!

E claro que pedi a receita e os detalhes para uma massa tão fofinha. Mas minha amiga é tão leiga na cozinha que me disse que não fazia nada além do que estava escrito no papel! E assim eu fiz!

Saí da sua casa e fui direto para o supermercado comprar o cream cheese para rechear os pãezinhos que me faziam salivar pelo caminho.

E tenho que confessar que os meus ficaram ainda melhores que os dela. Acho que melhores até que os que eu comia na minha juventude! Talvez eu tenha amadurecido e também o meu paladar…

Em tempo: Minha fotos não ficaram das melhores. Mas, com medo de acabarem os pãezinhos, postei as únicas que consegui tirar!!!!

Pão de Batata Recheado com Queijo Cremoso (20 pãezinhos médios)

250 ml de leite morno

50 gr de manteiga

50 gr de açucar

20 gr de fermento biológico instântaneo

170 gr de batatas cozidas e amassadas

aproximadamente 480 gr de farinha de trigo *

5 gr de sal

1 barra de queijo cremoso (190gr)

Gema de 1 ovo para envernizar

*NOTA: coloco aqui a quantidade de farinha aproximada pois dependendo do tipo de batata que você usar vai necessitar mais ou menos quantidade de farinha de trigo. Algumas batatas absorvem mais a água do cozimento e neste caso usará mais farinha. A receita original dizia 430 gr de farinha que para mim não funcioneou. Usei 460 gr.

Na tijela grande da batedeira coloque o leite morno, a manteiga, o açucar e o fermento e misture em velocidade média por 1 minuto. Acrescente a batata e misture por mais 30 segundos. Coloque o gancho para fazer pão na batedeira. Acrescente o sal e a farinha de trigo. Comece agregando 430 gr de farinha e bata por alguns minutos. Teste a consistencia da massa. Se estiver muito pegajosa acrescente mais farinha até obter o ponto desejado de massa lisa e fofa. Retire a massa da batedeira e coloque-a sobre uma superficie enfarinhada. Corte a massa em 20 pedaços e faça bolinhas.

Enquanto a massa descansa aqueçca o forno a 180 graus. Corte a barra de queijo cremoso em 20 pedacinhos. Recheie cada bolinha de massa com um pedacinho de queijo e coloque em uma assadeira untada com manteiga (eu uso o azeite em spray. Mais prático!). Quando terminar de rechear as 20 bolinhas deixe a massa descansar por 30 minutos em lugar longe de corrente de vento. Meus pãezinhos só precisaram de 15 minutos para crescerem e irem para o forno (ou a minha pressa era tamanha…)

Envernize com gema de ovo e asse por 20 minutos em forno já pré aquecido.

Se conseguir, deixe esfriar sobre uma grelha. Se não, queime a língua, mas vale a pena!!!

P.S. Eu usei o Thermomix para preparar a receita.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Feliz Aniversário, Envelheço na Cidade ®

Sempre ouvi dizer que quanto mais passam os anos menos queremos comemorar. Para mim esta afirmação não vale! Já faz uns 4 anos que fico louca para meu aniversário chegar e fazer algo diferente! Pois é. Hoje é este dia! E não associo esta coisa de comemorar com o avanço da idade. É meu reveillon particular, como diz meu grande amigo Rick e quero deixar uma marca! Quem nos acompanha desde o início deve se lembrar da minha festa do ano passado, regada a muito Hi-Fi!!!

Este ano resolvi fazer um PicNic no jardim. Com toalha na grama, comida com as mãos e formiga. Quero aproveitar os dias lindos de sol e me divertir como criança (xiiiii! um efeito da idade! hahaha). O evento será amanhã, pois hoje a comemoração é com a família! Mas já comecei a preparar umas comidinhas.

Para os doces queria algo diferente e delicioso. E fiquei com a idéia de macarrons na cabeça. Mas nunca os fiz e estava preocupada… De repente me deu aqueles cinco minutos de loucura e fui para a cozinha com uma receita muito fácil! Sem medo de ser feliz pensei que nada poderia dar errado e não é que acertei!?! Claro que não ficaram como so macarrons Laduree. Bem… Eu nem imaginava isso. Mas logo de cara acertei e foi um super presente de aniversário!

By the way, esta música tocou na minha festa de 15 anos, junto com “15 anos”, “Flores em você”, “Gritos na Multidão”, “Pobre Paulista”… Eu era muuuuuito fã do IRA!

Macarrons de Morango e Creme de baunilha

Creme de Baunilha

4 claras de ovo

1 e 1/2 xícaras de manteiga sem sal cortada em cubos

1 e 1/4 xícaras de açucar

1 colher de chá de extrato de baunilha

Macaroons

1 e 3/4 de xícara de açucar de confeiteiro

2 colheres de chá de extrato de morangos (o que eu usei é natural e importado da Silver Cloud Estates. Dá sabor e cor ao mesmo tempo. Mas você pode usar qualquer extrato e se a cor não for a desejada use corante vermelho comestível)

1 e 1/2 xícaras de farinha de amêndoas

3 claras de ovo

Pitada de sal

1/4 de xícara de açucar refinado

Aqueça o forno a 120 graus. Nesta hora, um termômetro de forno é imprescindível pois os macarrons precisam de pouco calor. Numa tigela peneira o açucar de confeiteiro e junte a farinha de amêndoas. Reserve. Forre uma assadeira com papel manteiga ou Silpat.

Na batedeira bata as claras em neve até ficarem esponjadas em velocidade média. Adicione o sal e o extrato de morango e bata por mais 1 minuto. Aumente a velocidade para alta e adicione o açucar refinado, uma colher por vez. Acrescente metade da mistura de açucar e amêndoas e misture bem devagar com uma espátula fazendo movimentos circulares. Adicione o restante da mistura e faca o mesmo procedimento. Quando a mistura de claras e amêndoas estiver homogênea bata a sua tigela na mesa para retirar qualquer bolha de ar. 

Coloque a mistura em um saco de confeiteiro e utilize um bico plano de 1 cm. Se você não tiver um saco de confeiteiro não se desanime! Use qualquer saco de plástico e corte com cuidado uma das pontas do fundo. Faça círculos pequenos de massa pois os macarrons crescem um pouco. Também deixe espaço entre eles para não grudarem.

Asse por 20 minutos girando a assadeira na metade do tempo. Os macarrons devem estar firmes e o fundo sequinho. Deixe esfriar por 5 minutos na assadeira. Retire-os e esfrie em uma grelha. Então é hora de preparar o recheio!

Coloque as claras e o açucar em uma tigela em banho maria. Bata com o batedor de arame por 3 minutos, aproximadamente, até que o creme esteja bem suave. Cuidado para que a água não encoste na tigela.

Na batedeira, bata por 10 minutos em velocidade alta até que o creme tenha esfriado e forme picos duros. Adicione os cubos de manteiga, um a um. Não se preocupe se parecer talhado. Continue batendo até que o creme esteja suave outra vez. Adicione a baunilha e mescle bem.

Recheie cada metade de macarron com o creme. Se você conseguir, guarde os sanduiches prontos por até 3 dias em um pote plástico com tampa hermética na geladeira!

P.S. Depois da festa venho aqui postar mais algumas receitinhas e fotos, pois o menu é segredo!

O Rosbife da Lulu

Minhas grandes amigas estão em São Paulo. Não são amigas de infância mas são as melhores que eu poderia ter em toda a minha vida! O mais engraçado é que todas começamos como colegas de trabalho e viramos um grupo maravilhoso, super unido e querido. No começo a única coisa que tinhamos em comum era nossa profissão, nosso trabalho. E aos poucos fomos descobrindo como éramos diferentes, mas tão similares. Como gostávamos de coisas tão diferentes e como isso nos atraía!

Hoje somos (eu remotamente) um grupo delicioso que comparte momentos felizes, tristes, importantes, insignificantes… Somos as Lulus! E pensar que tudo começou com um casamento quase desfeito! Um consolo a uma amiga que quase foi abandonada no altar por seu futuro esposo. Nos reunímos para consolar a pobre da Ritinha que, prestes a se casar, tinha recebido um pedido de “tempo” do noivo. Tristeza para uns, felicidae para outros! E vimos como era bom estarmos juntas, com uma garrafa de Chianti (era o nosso vinho preferido na época!) e pizza do disk-pizza! O importante era sentir o abraço e o calor daquelas amigas queridas!

E com o tempo fomos convidando outras amigas para se juntarem a nós. O grupo cresceu, se modificou, a Ritinha se casou e se mudou… E percebemos que as Lulus de hoje são realmente as amigas que um dia eram apenas colegas de trabalho. Deste grupo saiu a madrinha do meu filho! O meu coração não poderia ser mais feliz e maior para acolhê-las aqui dentro!

Cada vez que vou a São Paulo não deixo de vê-las. É como se eu fosse a Londres e não visitasse o Big Ben, não tomasse uma Guiness comendo uma Shepherd’s Pie. Ficaria um vazio!

E foi numa destas visitas que nos reunimos na casa da Lulu e ela preparou um dos Rosbifes mais deliciosos que já comi na minha vida. Perfeito! Ou seria o momento? Não importa! Esta é uma receita que não poderia faltar aqui do lado esquerdo do peito! E vou postá-la exatamento como recebi pelo e-mail. Faz muito mais sentido. Está cheia de amor e carinho. E foi escrita para mim! Sintam-se queridos, também pois agora comparto com vocês!

“Bem o rosbife é bem simples, segue a receita.

Um beijão e minhas saudades!

************
Ingredientes e modo de preparo:

1. Uma peça de filet mignon, temperado com sal e pimenta do reino
2. Na panela de pressão aberta colocar duas colheres generosas de manteiga
(se gostarem de muito caldo pode colocar mais), uma colherzinha de açucar e
umas duas folhas de louro (fogo alto)

Quando a manteiga estiver derretida, colocar o filet e deixar dourar lado
por lado, mexendo o mínimo possível

Quando estiver dourado por fora (com casquinha), desligar o fogo e fechar a
tampa da panela de pressão por 10 a 15 minutos.

Importante: a carne fica melhor se não estiver fria e se for temperada pelo
menos uma meia hora antes de ir ao fogo.

Bom apetite!!!”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alguém já viu cabeça de bacalhau? [Bolinhos de Bacalhau]

Ando sumida pois o trabalho está me consumindo. Tenho feito um evento, no mínimo, por semana o que me deixa ocupada e presa na minha cozinha, longe do computador e da vida social…

Mas isso é bom já que meu sacrifício de Quaresma este ano foi deixar de acessar o Facebook durante os quarenta dias de penitência. Estava viciada e “fofoqueira”!!!

Um desses trabalhos é um evento de comidinhas de boteco que vou preparar para comemorar os 40 anos de uma amiga. Imagine só a responsabilidade dessa “degustação” onde a maioria dos convidados são mexicanos. Ay caramba!

Pensando no cardápio me ocorreu preparar bolinhos de bacalhau já que nesta época a oferta de bacalhau é abundante, estão em excelente qualidade e a bom preço.

E me lembrei de uma receita que é maravilhosa por si só e uns pequenos ajustes (!) a deixaram ainda melhor. Esta receita foi publicada no blog de Saul Galvão em 2007. Nunca mais esqueci, mas a preparei poucas vezes. E cada vez achava que precisava de algo mais apesar se ser perfeita! Aqui está versão final, que divido com vocês e deixo todo mundo a vontade para acrescentar a uma pitaca!

Bolinhos de bacalhau de Maria de Lourdes Modesto por Saul Galvão com minhas pitacas.

bolinhobaca

Ingredientes:

250 gramas de bacalhau;

1 litro de leite;

2 folhas de louro seco

200 gramas de batata;

½ cebola picada bem miudinha;

1 colher de sopa de salsinha picada;

1 colher de sopa de ciboulette picada;

1 cálice pequeno de vinho do Porto;

3 ou 4 ovos;

noz-moscada ralada na hora, o quanto baste;

sal e pimenta-do-reino, o quanto baste;

1/4 de xícaras de azeitonas pretas picadas;

azeite de oliva para fritar.

Modo de Preparo:

Dessalgue o bacalhau com bastante antecedência. Se não for muito espessa a posta, 48 horas trocando a água muitas vezes, a cada 2 horas. É bom manter o bacalhau na geladeira.

Cozinhe o bacalhau dessalgado no leite e folhas de louro. Retire as eventuais espinhas e a pele. Desfie o bacalhau. Eu gosto de deixar pedaços um pouco grande para sentir a textura do bacalhau.

Descasque e cozinhe as batatas no leite do bacalhau. Esprema as batatas ainda quente formando um purê. Eu ainda passo na peneira pois gosto da batata bem lisinha.

Coloque o bacalhau e o purê de batata numa vasilha. Junte a cebola picada, o vinho do Porto, a salsinha, a ciboulette e as azeitonas. Tempere com noz moscada, sal e pimenta.

Vá misturando a preparação com as mãos e colocando os ovos, um a um até conseguir uma massa homogênea. A quantidade vai depender do tamanho dos ovos e da quantidade de líquido que tenha absorvido as batatas no cozimento.

Molde os bolinhos com duas colheres formando queneles. Frite em abundante azeite de oliva bem quente. Sirva com fatias de limão e uma cerveja bem gelada!

Cookies de creme de amendoim e chocolate Kisses®

É sempre uma delícia cozinhar para amigos! Uma coisa que eu também adoro fazer é presentear com comidas. Uns quitutes bem arrumadinhos em cestinhas, potinhos, caixinhas são sempre um acerto.

Pegando esta idéia resolvi presentear algumas amigas que voltavam das férias e mostrar-lhes o quão feliz eu estava por tê-las de volta! Para uma fiz os muffins da semana passada. Outra, “alfajorólatra”, recebeu os deliciosos alfajores de maizena e me lembrei de uma receita que eu aprendi a fazer quando morei nos EUA. São cookies bombásticos de calóricos (!), bem americanos e DELICIOSOS! Me lembro de ter recebido um saco enorme cheio destes cookies na minha despedida. Durante toda uma road trip eu chorava e enfiava um cookie guela abaixo. Imagina como voltei para casa!

E foi com este sentimento cheio de saudades que resolvi fazIe-los pois retratava muito bem este momento.

Cookies de pasta de amendoim e chocolate Kisses® (rendem 48 cookies)

48 Kisses® de chocolate ao leite

90 gr de gordura vegetal (ai!)

180 gr de creme de amendoim sem açucar (ui!)

80 gr de açucar

80 gr de açucar mascavo

1 ovo

2 colheres de sopa de leite

1 colher de chá de extrato de baunilha

200 gr de farinha de trigo

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1/2 colher de chá de sal

 

Aqueça o forno a 190 graus. Enquanto aquece retire o papelzinho que envolve os chocolates.

Na batedeira, com velocidade alta, bata a gordura vegetal e o creme de amendoim até obter uma mistura esbranquiçada. Adicione os açucares e continue batendo para conseguir uma mistura fofa. Adicione o ovo, o leite e a baunilha. Mescle bem atee incorporar. Retire da batedeira e acrescente a farinha, bicarbonato e o sal. Misture com uma espátula.

Faça 48 bolinhas de 2,5 cm. Nesta etapa, você pode passar as bolinhas por açucar, mas eu acho totalmente desnecessário e calórico (!). Coloque os cookies em uma assadeira para cookies deixando um espaço de 3 dedos entre cada um pois crescerão. 

Asse por 8 a 10 minutos até que estejam dourados e comecem a rachar. Retire do forno e imediatamente coloque um chocolate kisses no centro de cada cookie. Retire os cookies da assadeira e deixem que esfriem numa grade.