Fim de feira… [Caponata no Forno]

Na casa de minha mãe sempre havia um dia da semana que ela preparava um cozidão com tudo o que estava por perder na geladeira. Ia juntando 1 cenoura, 1 cebola, 2 ou 3 pedaços de pimentão, vagem… Era a famosa “Panela Velha” para o almoço.

Aqui em casa também aproveito tudo. Vocês já leram os meus posts sobre o Mexidão ou o Caldo de Frango? Pois deveriam!! Sou, realmente, uma acumuladora e reaproveitadora de tudo o que seja comestível. A não ser que esteja estragado (…) vai para minha panela!

E pós férias a geladeira estava realmente um caos. Fim de feira, mesmo! Uma verdadeira Xepa! Antes que os alimentos fossem parar no lixo :/ resolvi o problema com uma boa conserva. Esta, para mim, é a melhor maneira de aproveitar os alimentos antes que eles estraguem e prolongar um pouco mais sua vida útil.

Minha geladeira vive cheia de potes de vidro – que também acumulo para estes fins!!! – com conservas. As cebolas viram chutneys, os tomates e laranjas, geléias, e os legumes na maioria das vezes, caponata; este delicioso antepasto que quebra um super galho no momento da visita inesperada, da salada na marmita, ou mesmo num lanchinho da tarde para enganar a fome sem sair da dieta!

Esta versão fiz no forno para não dar trabalho nenhum e sujar uma panela só!

Caponata de Legumes ao Forno (Rende 500g)

Que tal este lanchinho para nutrir e enganar a fome?

Que tal este lanchinho para nutrir e enganar a fome?

Ingredientes (São apenas sugestões. Você pode usar o que tiver na geladeira)

2 pimentões (usei 1 vermelho e 1 restinho de amarelo)

1 berinjela cortada em cubos de aproximadamente 1cm x 1cm

1 abobrinha cortada em cubos de aproximadamente 1cm x 1cm

2 cebolas roxas

1 pedaço do bulbo da erva doce picada

2 talos de salsão picados

1 pimenta dedo de moça picadinha (opcional)

1 colher de chá de orégano seco

1/2 xícara de uvas passas (opcional)

1 colher de sopa de alcaparras (opcional)

sal

pimenta do reino

azeite, o quanto baste

1/2 xícara de salsinha picada

1/4 de xícara de hortelã picada

faça uma limpeza na geladeira e ganhe um bônus!

Faça uma limpeza na geladeira e ganhe um bônus!

Modo de Preparo

Aqueça o forno a 150 graus. Enrole os pimentões em papel alumínio para assar e tirar a pele. Se você preferir pode fazer na chama do fogo, mas eu acho que dá mais trabalho e faz mais sujeira…

Forre uma assadeira com papel alumínio e coloque as legumes, exceto o pimentão e as uvas passas. Tempere com o orégano seco, cubra com papel alumínio e leve para assar, por 1 hora. Aproveite o forno e coloque os pimentões também. Assim economizamos gás e tempo!

Após 1 hora desenrole os pimentões com muio cuidado e coloque-os em um saco plástico e amarre, para formar vapor. Deixe esfriar. Assim, a pele sai bem facinho.

Junte as uvas passas, se estiver usando, aos seus legumes e cubra com papel alumínio novamente. Elas irão hidratar com o calor.

Quando os pimentões já estiverem mornos e for fácil manuseá-los abra o saquinho plástico e com as pontas dos dedos retire a pele. Muito fácil! Pique e junte aos legumes que também já deverão estar frios.

Um jeito delicioso de aproveitar os legumes e ter uma comidinha para as horas de aperto!

Um jeito delicioso de aproveitar os legumes e ter uma comidinha para as horas de aperto!

Tempere com sal e pimenta a gosto e junte as ervas frescas. Se for comer em seguida, regue com bastante azeite de oliva extra virgem. Se for guardar como conserva, coloque em um vidro limpo, que tenha uma tampa com boa vedação (eu usei 2 vidros de palmito) e complete com bastante azeite de oliva retirando todo o ar do recipiente.

Você pode guardar na geladeira por até 3 semanas, completando sempre a superfície com mais azeite, evitando assim, a criação de mofo.

Sempre mantenha 1 dedo de azeite na superfície do vidro para conservar

Sempre mantenha 1 dedo de azeite na superfície do vidro para conservar

DICAS:

  1. Caso utilize legumes mais duros como cenoura ou abóbora corte-os em pedaços menores para cozinhar por igual;
  2. Nunca coloque as ervas frescas para assar, pois ficarão amargas e perderão o frescor. No forno, somente ervas secas!
Os vidros bem tampados podem ser guardados por até 3 semanas na geladeira

Os vidros bem tampados podem ser guardados por até 3 semanas na geladeira

A parte doce da Vida! [Pudim de Croissant e Caramelo]

Foto: Nigella Lawson

Abrir um negócio é como ter um filho. Você se planeja (as vezes não!!), faz escolhas, sonha diariamente, perde o sono e só fala nisso! É exaustivo, mas gratificante. Ainda mais quando tudo parece dar certo – apesar das noites não dormidas… E eu já estive dos dois lados!

Faz um pouco mais de 20 dias que abri as portas do Romã Armazém Gourmet, em São Paulo. Como tudo na minha vida, foi algo que aconteceu de repente mas que abracei forte e não deixei escapar. Me dediquei muito a este projeto e tive que deixar algumas coisas de lado por um tempo, como o blog. Mas, entre trancos e barrancos aqui estou de novo!!!

Abrir esta loja me proporcionou muitas coisas boas em tão pouco tempo. Rever amigos que hoje só o Facebook nos colocava tão perto foi uma das melhores. Quase todos os dias alguma visita inesperada sobe os degraus da loja e aparece por lá. Me arrancam lágrimas dos olhos e emoção de um coração já transbordado. É aí que percebemos que amor, carinho e doçura nunca é demais!! docura

Outra situação que estou adorando é poder caminhar para ir ao trabalho. Descubro novos lugares desta cidade que parece nos engolir com o trânsito, com a pressa, sujeira e poluição. Mas descobri caminhos alternativos, ruelas cheias de árvores e crianças brincando na rua. Um cafezinho simpático escondido entre grandes avenidas com seus  motoboys enfurecidos… E comigo sempre um podcast! Vou ouvindo conversas de pessoas adoráveis que não conheço mas que se mostram tão apaixonadas quanto eu pelo mundo da gastronomia. Confesso que outro dia enquanto escutava até respondia como se eu estivesse ali, naquela mesa, participando da conversa. Perdi o rumo e fui parar além do meu destino!

Um destes podcasts falava de como a comida ajuda as pessoas a curar a saudade de entes queridos que já morreram. Falava de filhos que perderam suas mães e foram para a cozinha relembrar a deliciosa lasanha de domingo, da esposa que ficou viúva e se aprimorou na arte do churrasco e de um neto que ao pensar que a receita de pudim de pão de sua amada avó poderia desaparecer, vasculhou suas coisas e encontrou muito mais do que doces lembranças.

Ouvindo isso me lembrei de uma receita de pudim de pão da Nigella. Eu nunca gostei da textura dos pudins de pão. Aquela massa batumada me lembrava pudim mal feito de padaria. Mas esta receita, que é tipicamente gringa, pois o pão vai aos pedaços na massa, não tem como não agradar. É fácil, reconfortante e… hummmm. É isso!

Pudim de Croissant e Caramelo (Serve 4, mas se as memórias forem tão doces 1 sozinho acaba com a travessa)

Foto: Nigella Lawson

4 croissant amanhecidos (quanto mais duro melhor)

200 gr de açúcar refinado

4 colheres de sopa de água

250 ml de creme de leite fresco, se possível

4 colheres de sopa de Bourbon (ou rum)

4 ovos ligeiramente batidos

1 punhado de passas negras hidratas por 30 minutos no Bourbon acima

Aqueça o forno a 180 graus.

Despedace os croissant grosseiramente e coloque em um refratário que possa ir ao forno.

Em uma panela coloque o açúcar e a água e misture para dissolver. Leve ao fogo baixo e deixe criar um caramelo cor âmbar, cuidando para não deixar queimar, aproximadamente uns 5 minutos. Com o fogo baixo despeje cuidadosamente o creme de leite. Isso espirrará horrores, mas não desista! Mexa essa mistura até que os torrões de açúcar se dissolvam no creme. Retire do fogo e acrescente as passas com o Bourbon. Sem parar de mexer acrescente os ovos batidos. Mexa vigorosamente para que os ovos não cozinhem no calor do creme e virem ovos mexidos caramelados!

Coloque essa mistura sobre os croissants e deixe descansar por 20 minutos até que os pedaços de pão estejam encharcados!

Leve ao forno pré aquecido por 20 minutos e prepare-se para ter um dos momentos mais deliciosos da tua vida!

Esta receita é muito prática. Podem ser usados croissant de chocolate, outros tipos de pães como brioche, pain au chocolate, ou mesmo o bom e velho pão francês. Pedaços de maçã, pera, banana ou pêssego que estejam sobrando na fruteira, ou mesmo uma geléia abandonada no fundo da geladeira também incrementam este doce reconfortante!

Sanduíche de Bolo de Carne – receita bônus!

Nada se cria tudo se transforma! Aqui em casa é assim. Aprendi desde cedo que toda a sobra de nossa comida poderia ser reaproveitada de alguma maneira. O freezer lá de casa vivia cheio de potinhos com sobras de queijo que depois iam parar nos recheios de deliciosas tortas, potinhos com nata para fazer biscoitinhos (essa receita logo vem prá cá) e sobras de comidas que poderiam ser a refeição de algum morto de fome as 3 da manhã!

Foi assim que este bolo de carne virou um delicioso sanduiche para um lanche de final de tarde. O bolo de carne recheado com queijo fresco e espinafre foi o protagonista de um almoço de verão. E as fatias que sobraram foram parar em bolsinhas Zip Lock e ali ficaram por umas boas semanas descansando no freezer! Qual foi minha alegria em encontrá-las num momento de grande fome e grande preguiça!?!

E mesmo que você decida prepará-lo desde o início para este sanduíche verá que fácil e delicioso!

Para o Bolo de Carne

1 kg de carne moída sem gordura

1 ovo grande

1 cebola média bem picadinha

2 colheres de sopa de molho inglês

1 colher de sopa de mostarda

2 colheres de salsa picadinha

sal e pimenta, o quanto baste

fatias finas de queijo fresco ou outro queijo de sua preferência, o quanto baste.

folhas de espinafre, o quanto baste

fatias de bacon curado, o quanto baste

Para o Sanduíche

fatias de pão integral tostadas

condimento de mostarda de grãos

queijo Gruyère

rodelas de tomate

rodelas de cebola

 

Misture todos os ingredientes do bolo de carne, exceto o queijo, espinafre e o bacon. Prove o sal, lembrando que o molho inglês já contém sal. Deixe a mistura descansar por 30 minutos. Aqueça o forno a 180 graus.

Forre uma bancada com filme plástico e sobre o plástico coloque a mistura de carne fazendo uma camada de mais ou menos 1,5cm de espessura. Recheie com as fatias de queijo e por cima as folhas de espinafre. Não aproxime muito o queijo das bordas pois quando assar pode derreter e “vazar”. Você poderá usar o recheio que queira. Até sobras que tenha na geladeira! Enrole a carne com a ajuda do filme plástico fazendo um rocambole bem apertado. Vá fechando as bordas assegurando-se de que o recheio não saia. Cubra com as fatias de bacon. Se você preferir não usar bacon, poderá untá-lo com uma mistura de ketchup e molho inglês, mas o bacon vale o esforço da esteira no dia seguinte!!!

Coloque o bolo de carne em uma assadeira forrada com papel manteiga ou untada com azeite e asse por 40 minutos vigiando a partir dos 30 minutos para o bacon não queimar. Se você for comer o bolo de carne como prato principal retire do forno, cubra com papel alumínio  e deixe descandar por 10 minutos. Sirva em seguida.

Como  prato principal eu servi com uma salada de batatas e mostarda em grãos e vagem salteadas com alho.

Este bolo também pode ser preparado sem o recheio e assado em forma de bolo inglês. Daí o nome!

Se você for comer o bolo como sanduíche, corte-os em fatias finas. Unte as fatias de pão integral com a mostarda em grãos. Coloque sobre o pão duas fatias do bolo de carne e cubra com o queijo Gruyère. Coloque sobre um grill ou salamandra para derreter o queijo. Acrescente as rodelas de tomate e cebola e tempere com um fio de azeite de oliva, sal e pimenta. Sirva com uma fresca salada de folhas verdes e fatias de maçã.