Dia das Mães #ColetivoGatronômico [Cassoulet]

O #Coletivogastronômico está de parabéns pelo tema escolhido.

Que delícia que foi preparar esta receita!  Primeiro foi um desafio, pois receitas de uma panela só existem várias por aí. Mas uma receita que fosse, ao mesmo tempo prática deliciosa e digna de servir no Dia das Mães? Aí estava o pulo do gato!

O que eu queria mesmo era preparar algo que me remetesse ao colo da minha mãe, que aquecesse meu coração. Nesta hora o aconchego fala mais alto. Mas quem quer ficar a manhã toda preparando o almoço?? Bem… eu! :/

Não se preocupe. A receita que eu escolhi além de muito reconfortante e deliciosa é prática e a maior parte do tempo será preparada no forno. É um cozido rústico, que nasceu nas casas camponesas do interior da França, mas precisamente na região da cidade de Carcassone. Foi lá que comi o meu primeiro “exemplar” deste prato e me apaixonei fervorosamente – até uma panela com um cassoulet enlatado eu trouxe na bagagem!

Tem alguém "comendo" meu Cassoulet, diretamente de Carcassone!

Tem alguém “comendo” meu Cassoulet, diretamente de Carcassone! (Reparem que só sobraram os ossos) 😉

Daí em diante testei e testei várias receitas e percebi que a escolha dos ingredientes é a peça chave do sabor deste cozido. Algumas receitas pedem pato, outras frango ou até coelho.

O prato principal com a panela mais que especial que veio de viagem cheia de cassoulet legítimo! ;)

O prato principal com a panela mais que especial que veio de viagem cheia de cassoulet legítimo! 😉

Por aqui adaptei os ingredientes levando em conta sua origem: as linguiças que utilizei são de porcos caipiras, o lombo de porco defumado sobre um fogão a lenha, o bacon, ainda um pedacinho daquele MARAVILHOSO porco lá da Yaguara Ecológico… e as coxas de pato, feitas num confit muito especial…

Para esta receita busque o conforto d os ingredientes locais, orgânicos, vindos da fazenda...

Para esta receita busque o conforto dos ingredientes locais, orgânicos, vindos da fazenda…

Enquanto cozinhava me imaginei numa casinha lá no meio do nada, cheia de convidados para celebrar uma data tão especial! E ao deixar que o fogo fizesse a sua parte, liguei uma música, abri um rosé e desfrutei a vida ao lado de minha mãe e meu filho!

Cassoulet (Serve 4)

Comida reconfortante como colo de mãe!

Comida reconfortante como colo de mãe!

Ingredientes:

200g de bacon cortado em cubos grandes

200g de lombo de porco defumado cortado em cubos grandes

200g de linguiça de lombo de porco

200g de coxas de pato cortadas em pedaços (eu usei coxas inteiras confitadas para servir. Receita facílima aqui)

1 cebola grande cortada em cubos grandes

8 dentes de alho ineiros, descascados

2 cenouras grandes cortadas em rodelas grandes.

300g de feijão branco deixado de molho em água quente de véspera

4 raminhos de tomilho

1 folha de louro

sal e pimenta do reino a gosto

1l de caldo de frango

1/2 xícara de farinha de rosca

1/2 xícara de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo:

Primeiramente escolha a sua melhor panela; pode ser a mais bonita ou a mais afetiva. Não se esqueça que esta é uma receita de uma panela só. Vai do fogão, ao forno e à mesa.

Aqueça o forno a 160 graus.

No fogão coloque a panela para aquecer e junte o bacon. Frite até ficar bem dourado e soltar a gordura. Acrescente a linguiça e deixe dourar dos dois lados. Junte o lombo e os pedaços de pato, se estiver usando. Frite bem até dourar e o fundo da panela ficar escuro. Se for usar as coxas inteiras confitadas, acrescente uma colher da gordura do pato à panela. Acrescente a cebola, os dentes de alho e a cenoura e refoque. Junte o feijão branco, o tomilho, a folha de louro sal e pimenta e o caldo de frango.

Se o aroma da minha cozinha pudesse entrar na sua... <3

Se o aroma da minha cozinha pudesse entrar na sua… ❤

Deixe levantar fervura, tampe e leve ao forno por 45 minutos ou até que o feijão esteja cozido.

Retire do forno e polvilhe a farinha de rosca e o queijo parmesão ralado. Volte ao forno por 15 minutos ou até que se forme uma “casquinha” dourada.

Por baixo desta casquinha dourada e crocante um dos pratos mais saborosos e reconfortantes... Como colo de mãe!

Por baixo desta casquinha dourada e crocante um dos pratos mais saborosos e reconfortantes… Como colo de mãe!

Sirva imediatamente com a coxa de pato e não se esqueça de brindar às mães!

Um prato rústico, mas com sabor do conforto,

Um prato rústico, mas com sabor do conforto

DICAS:

  1. Você pode substituir o pato por frango, mas já aviso que se arrependerá! 😉
  2. Carne de vitela, coelho e cordeiro também podem ser acrescidos ao cozido. Lembre-se: este é um prato camponês!

Quer mais receitas como esta?

Visite a o Coletivo Gastronômico no Facebook e o Perfil no Instagram e delicie-se!

Como coração de mãe: sempre cabe mais um!

Como coração de mãe: sempre cabe mais um!

Conte-me o que achou do post:

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s