Há males que vêm para o bem [Pesto de Manjericão e Macadâmia]

Sabe o ditado “há males que vem para o bem”?

Então, ele se aplicou direitinho comigo neste domingo. Fiquei super preguiçosa pois trabalhei duro o dia todo no sábado. Enrolei na cama, li, ouvi música e perdi a hora de ir à feira. Quando cheguei já passava do meio-dia e o sol estava escaldante… Poucas foram as verduras que consegui comprar pois já estava tudo no fim e o que havia sobrado, murcha, murcha.

Foi aí que aproveitei o meu dia de Dona Xepa! A barraca dos temperos já estava na liquidação! Consegui 2 maços lindos e bem cheios, mas muito murchos, de manjericão por R$ 3,00. Aqui na feira que frequento isso é quase impossível!

Mas não havia de ser nada não. Por que não fazer um pesto delicioso e ter manjericão estocado na geladeira?

Levei também um maço enorme de salsinha por R$ 1,00. E essa virou gremolata.

Quando eu dou aulas de cozinha muitas pessoas me perguntam como variar na comida do dia a dia. Isso só é possível quando se tem uma despensa bem abastecida. Veja só que o pesto foi usado sobre um filé de badejo para o almoço, na pizza do jantar de ontem e misturado à ricota dará um delicioso patê para receber as amigas na quinta-feira! Faça você também!

Transforme um filé de peixe em "O" peixe!

Transforme um filé de peixe em “O” peixe!

Pesto de Manjericão e Macadâmia (Rende

Muitas utilidades para esta delícia italiana

Muitas utilidades para esta delícia italiana

Ingredientes:

3 dentes de alho

60g de macadâmia (eu usei macadâmia porque era  que tinha, mas você pode substituir por nozes ou castanha do Pará)

100g de folhas de majericão (mais ou menos o equivalente a 2 maços)

200ml de azeite de oliva

200g de queijo pecorino ou parmesão ralado fino

Modo de Preparo:

No processador de alimentos coloque o alho e as castanhas que estiver usando. Usando o botão pulsar triture grosseiramente. Junte o manjericão e o azeite e pulse novamente, repetindo continuamente até que as folhas de manjericão estejam totalmente trituradas.

Não utilize o processador em velocidade constante para não “queimar” as folhas e oxidar o molho. Isso fará com que fique escuro.

Junte o parmesão e dê uma última pulsada para que todos os ingredientes formem uma mistura homogênea.

Algumas receitas pedem mais azeite de oliva. Eu vou acrescentando conforme a utilidade que vou dar para o pesto. Por exemplo, para massa, acrescento mais azeite. Já no peixe, para fazer uma crosta, é preciso menos azeite. Além do que para guardar este molho coloque em um vidro com tampa e cubra com, pelo menos 1 dedo de azeite, para conservar. Utilize em 1 mês.

Pizza Caprese!

Pizza Caprese!

DICAS:

  1. Você pode utilizar qualquer erva ou até mesmo rúcula para fazer o teu pesto. As castanhas também podem variar. Os mais puristas podem dizer que o autêntico pesto é feito de manjericão e pinole. E é verdade. O pesto genovês! E pesto vem do verbo pestare, em italiano, que significa bater, moer, espremer. Desde que você bata os seus ingredientes, não vejo o porquê de não fazê-lo! 😉
  2. Não coloco sal na receita pois além do queijo já ser bem salgado ele deixará o molho mais escuro, com o tempo. Assim, acerto o sal quando vou utilizar.

Conte-me o que achou do post:

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s