Conforte-me… [Ovos no Purgatório – Shakshuka]

Quando penso em comfort food logo me vem a mente uma panela borbulhando, quentinha, com molho; um cozido. Hummm. Isso me conforta muito.

Esta semana que passou e que o blog ficou estático sem nenhuma história nem receita, foi uma correria danada. Como falei aqui neste post lancei, com uma amiga, uma linha de refeições semi prontas. Isso é muito legal, mas o trabalho e a dedicação envolvida são enormes. Precisa amar muito o que se faz. Ainda por cima, fazendo tudo: receitas, embalagens, fotos, reuniões, enregas, site. Tudo com as próprias mãos – literalmente!

E a chuva e o trânsito de São Paulo são grandes vilões neste momento. Todas as tardes chegava em casa exausta, molhada e louca por uma comidinha que me aquecesse e me preparasse para a batalha do dia seguinte. Muitos destes dias, abri um pote de sopa #FlavorBowl e me deliciei. Mas como na casa de ferreiro também tem espeto de pau… Me vi sem estoque para consumo próprio e quase sem ingredientes na despensa para preparar uma refeição. Logo eu? Mas não há de ser nada não. Como falei, uma panela de molho borbulhando e alguns ovos reinam absolutos por aqui!

Ovos no Purgatório ou Shakshuka (Serve 4)

Shakshuka, em Israel, Ovos no Purgatório na Itália, Comfort Food aqui em casa!

Shakshuka, em Israel, Ovos no Purgatório na Itália, Huevos Rancheros, no Mexico, Comfort Food aqui em casa!

Ingredientes:

1 colher de sopa de azeite de olive

1 cebola grande picada

2 dentes de lho picados

1/2 pimentão amarelo picado

1/2 pimentão vermelho picado

1 pimenta malagueta verde, picadinha

1 colher de sopa de páprica picante

1 colher de chá de cominho em pó

1 lata de tomate pelado picados

4 ovos, preferencialmente orgânicos (os meus foram muito especiais, pois vieram de “galinhas felizes”. Ganhei do Ricardo Cury – ele é dono do Rosima, onde tem A MELHOR esfiha e A MELHOR coxinha de São Paulo. Vai por mim!)

sal e pimenta do reino, o quanto baste

salsinha e coentros, picados

Use o que tiver na geladeira ou na despensa. Só não deixe de preparar

Use o que tiver na geladeira ou na despensa. Só não deixe de preparar

Modo de Preparo:

Aqueça o forno a 200 graus.

Em uma frigideira que possa ir ao forno, aqueça o azeite e refoque a cebola e o alho, sem deixar queimar, por uns 5 minutos. Adicione os pimentões e a pimenta e, em fogo baixo, refoque por 5 minutos até que os legumes comecem a ficar mais tenros. Se necessário, coloque um pingo de água.

Tempere com a páprica e o cominho e mexa bem para misturar. Acrescente os tomates e tempere com o sal e a pimenta. Tampe e deixe cozinhar, em fogo baixo, por 10 minutos.

Faça um “buracos” no molho e, com cuidado, quebre os ovos dentro deles sem deixar a gema se romper. Leve ao forno por 5/7 minutos ou até que as claras cozinhem mas a gema fique bem suave.

Retire do forno e polvilhe as ervas frescas. Sirva imediatamente da própria panela com um pão tostado e coalhada ou iogurte, como feito em Israel ou sobre polenta mole, na Itália! A DO RO esta globalização! 🙂

Esta gema ensolarou minha tarde chuvosa!

Esta gema ensolarou minha tarde chuvosa!

DICAS:

  1. Eu usei o que eu tinha em casa. Podem ser pimentões verdes, também.
  2. Se quiser dar uma incrementada, acrescente feijões brancos ao molho ou até mesmo fatias de linguiça defumada.
  3. Caso sua frigideira não seja própria para ir ao forno, prepare o molho em uma panela, depois despeje em um refratário que posso ir ao forno.
  4. Este prato é muito versátil: pode ser servido do café da manhã ao jantar, do brunch ao lanche da tarde.

Conte-me o que achou do post:

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s