Berinjelas no seu melhor estado!

A primeira vez que ouvi falar desta receita foi na casa de uma amiga, aqui em São Paulo. Ela estava visitando a sua mãe e nos encontramos por lá para um café. Tive a sorte – muita sorte – de ser neste dia que abririam um vidro de conserva de mini berinjelas recheadas que marinavam por alguns dias no azeite.

Foi amor à primeira vista e à primeira mordida. Claro que saí de lá com a receita decorada na cabeça e um passo a passo explicadinho de quem sabia o que estava fazendo.

Isto já faz alguns anos e de lá para cá não sosseguei até chegar, no que para mim, é a receita perfeita. A suavidade das berinjelas com o crocante, doce, salgado, ágrio e apimentado do recheio enchem minha boca de água só de pensar que hoje, por aqui, também é o dia de abrir o meu vidro de conserva. Já são 15 dias marinando e a expectativa é sempre a mesma, como se fosse a primeira vez!

A receita tem um passo a passo importante para não deixar as berinjelas ácidas demais e para que não soltem água na conserva. Mas tudo é muito fácil. Talvez o mais difícil seja encontrar as mini berinjelas… Eu comprei na feira livre que acontece aos domingos aqui perto de casa. Na Casa Santa Luzia também já vi. Mas não desista de prepara-las caso não as encontre de primeira. Como aconteceu comigo, não sossegue enquanto não produzir a receita perfeita! 😉

Makdous (Serve 4 porções)

A berinjela no seu melhor estado...

A berinjela no seu melhor estado…

Ingredientes:

15 mini berinjelas

2 colheres de sopa de sal grosso

150gr de nozes (eu usei nozes e castanha do Pará)

4 dentes de alho

1/4 de xícara de salsinha finamente picada

1 colher de chá de sal

1 pitada de pimenta calabresa (opcional)

Sementes de romã (opcional)

250ml de azeite extra virgem, ou o quanto baste

Pequenas jóias do Oriente Médio

Pequenas joias do Oriente Médio

Modo de Preparo:

Retire a parte do caule das berinjelas sem cortá-las. Coloque em uma panela e cubra com água. Como as berinjelas são mais leves irão boiar. Por isso coloque um prato e por cima um peso (eu usei uma lata) para que as berinjelas fiquem submersas enquanto fervem.

Deixe ferver por 5 minutos, contados a partir do momento do início da fervura da água.

Coloquem um peso sobre as berinjelas para que não boiem...

Coloquem um peso sobre as berinjelas para que não boiem…

As berinjelas devem estar suaves ao toque, mas firmes.

Deixe-as escorrer até que esfriem e seja possível manuseá-las. Faça um corte transversal, não muito fundo, e aperte-as com cuidado para se se abram e o excesso de água seja todo escorrido. Como as berinjelas são como esponjas e absorveram a água do cozimento este é o momento mais importante da receita: retirar todo o excesso de água para que não mofem na conserva. Lembre-se: umidade é o ambiente perfeito para criação de mofo!

Faça uma cavidade para rechear mas sem abri-las demais

Faça uma cavidade para rechear mas sem abri-las demais

Em cada cavidade coloque um pouco de sal grosso, pois como o sal desidrata ajudará a retirar ainda mais a água contida e já começa a temperá-las! Se você tiver uma gradinha de pães e biscoitos (como a da foto) apoiei sobre a pia ou sobre uma assadeira, vire as berinjelas com o corte voltado para baixo e coloque uma tábua de corte sobre elas e um peso em cima. Esta pressão fará com que escorram mais ainda. Já entenderam, né? NADA de água nesta receita!

Uma tábua de corte e um peso ajudar a pressionar as pobrezinhas...

Uma tábua de corte e um peso ajudam a pressionar as pobrezinhas…

Caso não tenha esta gradinha, pode colocar duas camadas de papel toalha de cozinha sobre a assadeira e colocar aí as berinjelas. Mas terá que trocar o papel umas duas vezes durante o processo pois eles estarão encharcados!

Deixe escorrer por 6 horas. Eu costumo fervê-las pela manhã e iniciar o restante da receita no final da tarde.

Esqueça das berinjelas por enquanto e prepare o recheio. Triture as nozes até que obtenha uma farofa grosseira, mas sem transformar em farinha Queremos um crocante na textura. Se você quiser pode comprar as nozes trituradas. Vende-se como xerém. Eu particularmente prefiro triturar em casa pois não sei o que colocaram na mistura…

Rale os dentes de alho na farofa com o ralador bem fininho. Agora não queremos pedacinhos crocantes de alho! Acrescente a salsinha, o sal, a pimenta calabresa se estiver usando. Não coloquei sementes de romã pois não estão na época. Você pode usar um xarope de romã (molasses) se quiser dar um toque “meio-oriente”! Acrescente 2 colheres de sopa de azeite para formar uma pasta. Este recheio é delicioso e viciante. Mas pela quantidade de alho cru, se você comê-lo demais poderá espantar vampiros pela próxima década!!!!!! Não se preocupe, depois que marinarem no azeite com as berinjelas ficarão bem mais suaves!

Resista à tentação de comer este recheio puro. Eu nunca consigo...

Resista à tentação de comer este recheio puro. Eu nunca consigo…

Volte às berinjelas, seque-as com papel toalha e, com uma colher de chá vá recheando apertando as laterais com cuidado, pois estarão bem macias, e preenchendo bem, mas sem exagerar. O ideal é que se consiga fechá-las novamente para o recheio não escapar.

Acomode-as com cuidado em um vidro de boca larga, com tampa. Para esta quantidade utilizei um vidro com capacidade para 1 litro. Coloque-as com o recheio virado para cima. No meu caso, coloquei 5 camadas de 3 berinjelas, alternando a sobreposição. Ou seja, 3 na horizontal, 3 na vertical. Acho mais fácil de retirá-las depois.

Cubra com o azeite extra virgem, pelo menos 1 dedo acima da última camada. E certifique-se que todo o recipiente tenha azeite evitando bolhas de ar. Dê uma chacoalhada, de leve. Tampe e guarde em um local seco por, no mínimo, 1 semana. Eu consegui resistir por 15 dias!!!

É muito importante que esteja sempre coberta por azeite para evitar o mofo. E preste atenção nesta foto. Não há uma gotinha de água pairando sobre o azeite! 😉

O dia da verdade. Poderia ser até o do juízo final! ;)

O dia da verdade. Poderia ser até o dia do juízo final! 😉

Para mim, esta é a melhor maneira de se preparar uma berinjela. Adoro esta outra receita, também. Mas a transformação e a combinação quase impensável desta conserva é de encher os olhos e a boca de água!

DICAS:

  1. O recheio poderá ser feito com queijo feta. Sempre fico tentada, mas nunca consegui mudar esta obra prima…
  2. Pode ser comida fria como entrada, com pão pita, ou mesmo na salada.

2 respostas em “Berinjelas no seu melhor estado!

  1. Querida. Sabe que há mais de uma década atrás uma senhora libanesa me explicou está receita, mas nunca deu certo. Adivinha? Mofavam! Pois agora que já sei do segredo, estou maluca para fazê-las. Depois te conto se consegui. As suas estão lindissimas!

    Curtir

    • 🙂
      Eu vi na internet que tem gente que deixa o vidro de cabeça para baixo escorrendo por 24 horas antes de preencher com azeite!!!
      Mas nem vai precisar se deixar escorrer com o peso em cima!
      Semana que vem vou testar com queijo feta! Depois me diga como ficaram as tuas!
      Beijos

      Curtir

Conte-me o que achou do post:

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s