As pastinacas de Gordon Ramsay e meus chuchus…

Estava assistindo ao programa “F Word” do chef  Gordon Ramsay, que aqui no México é transmitido pela BBC e pelo canal Casa Club TV e o chef estava indignado pela falta de interesse dos Britânicos pelo parsnip (Pastinaca sativa – foto). Em português a tradução é cherovia em flor, chirívia, chirivia, cherovia, cherivia, cherívia, cheruvia ou pastinaga, mas não me lembro de tê-la visto no Brasil enquanto lá morei.

Para quem nunca viu este programa, chef Ramsay contrata uma equipe de não cozinheiros para cozinhar para convidados e estes decidem se pagam ou não pelo jantar. Muito bem… O parsnip entrou como acompanhamento no prato principal que consistia de um peito de frango servido com purê de batatas.  Quando o chef  foi ao salão perguntar a seus convidados como estava o prato principal ninguém citava o suculento peito de frango, mas a delícia de descobrir parsnips glaceados, deliciosamente crocantes por fora e “aguadinhos” por dentro.  E o chef questionava: “E por que não comem parsnip em casa?”. A resposta era comum: “O quê? Esta raiz insossa, sem gosto e aguada? Substituir um delicioso purê de batatas por um purê de parsnip? Nem pensar!”

Estes comentários logo me remeteram o nosso delicioso (!) chuchu (Sechium edule). Sempre gostei do chuchu exatamente pela quantidade de água que contém e para mim tem um sabor todo peculiar – será que só eu consigo senti-lo?

Ademais me lembro muito da minha avó que fazia um chuchu com carne moída que era de lamber os beiços e pedir para repetir. Acredito que o que acontece com o chuchu, igualmente que com o parsnip, é que muita gente não sabe como utilizá-lo. Ou é um refogadinho ou um suflê e morre aí a criatividade com um ingrediente tão versátil como este.

Roberta Sudbrack tem feito uma extensa pesquisa sobre esta hortaliça. Infelizmente, morando atualmente no México, ainda não tive a oportunidade de provar nenhuma de suas criações mas tenho acompanhado pela internet toda essa sua proeza!

Também aprendi a comê-lo cru. Quando trabalhei no finado Restaurante Mocotó, em Londres, servíamos uma salada de chuchu cru que era um sucesso. Nada mais é que chuchu cortado em julianas muito fininhas com uma Salse Remoulade: Chuchulade. Bem brasileiro!

Mas aqui no México sua utilização é ampla e vem desde a época dos Astecas. É utilizado em saladas, cremes, recheados, gratinados, sopas, bolos e tortas. Para os não tão light, chuchu empanado e frito fica delicioso! 

Tenho muitas receitas, e divido com vocês uma sopa que, além de deliciosa, é muito fácil. Se quiserem saber de outras, fico feliz em enviá-las.

Sopa Creme de Chuchu

1 ou 2 tiras de bacon picadas
1 cebola media, cortada em cubos
sal e pimenta do reino a gosto
5 xícaras de caldo de galinha, caldo de legumes ou água
2 folhas de louro
1 batata pequena, cortada em cubos
4 chuchus médio, descascados e sem sementes cortados em cubos
1 xícara de creme de leite fresco
cebolinha e limão para guarnecer

Em uma panela grande, frite o bacon picado lentamente em fogo baixo  até toda a gordura desprender e o bacon ficar crocante. Reserve. Adicione a cebola picada, sal e pimenta e refogue, mexendo ocasionalmente, até ficarem macias, cerca de 5 minutos. Adicione a batata e o chuchu e refogue por uns minutos. Acrescente o caldo de frango, folhas de louro e cozinhe 20 minutos ou até que os legumes estejam macios. Descarte a folha de louro e processe os legumes com o caldo no liquidificador ou blender. Volte para a panela e adicione o creme de leite. Se preferir um creme menos espesso passe a mistura por um coador. Deixe ferver, corrija o sal, lembrando-se de que o bacon agregará um quê salgadinho ao final. Salpique com o bacon e cebolinha picados e sirva imediatamente com fatias de limão.

Para uma versão mais light, substitua o bacon por 2 colheres de sopa de azeite de oliva e omita o creme de leite, ou use um fat free.

Uma resposta em “As pastinacas de Gordon Ramsay e meus chuchus…

  1. Pingback: Comida MakeOver | Gastronomia & +

Conte-me o que achou do post:

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s